Saída de grupo insurgente da capital da Somália é positiva, avalia ONU

“Não há dúvida de que a saída do Al-Shabaab representa (…) um passo na direção certa para uma cidade que tem visto tanta miséria e devastação”, disse enviado especial.

Enviado Especial das Nações Unidas para a Somália, Augustine Mahiga

O Enviado Especial das Nações Unidas para a Somália, Augustine Mahiga, saudou a notícia de que o grupo insurgente Al-Shabaab deu início à retirada da capital Mogadíscio, e pediu que os governos do conturbado Chifre da África aproveitem a situação para garantir assistência aos civis.

“Não há dúvida de que a saída do Al-Shabaab representa um desenvolvimento positivo e um passo na direção certa para uma cidade que tem visto tanta miséria e devastação”, disse Mahiga. Ele informou que o grupo armado já desocupou pontos estratégicos da capital, incluindo o Mercado Baakara. “Estou muito satisfeito por saber dos progressos alcançados durante os últimos dias em relação à situação de segurança em Mogadíscio”, afirmou em um comunicado à imprensa no último sábado (06/08).

“Mas ao olhar para frente, é importante reconhecer que os riscos reais para a segurança, inclusive de ataques terroristas, persistem e não devem ser subestimados”, acrescentou.

Antes de a atual crise humanitária ter começado, os embates entre o Governo Federal de Transição da Somália e os militantes da Al-Shabaab já tinham provocado o deslocamento de dezenas de milhares de pessoas em Mogadíscio.