Romário e Neymar confirmam presença em partida de futebol da ONU no Brasil contra a pobreza

Os fundos arrecadados serão usados para apoiar projetos na África e no País da partida. Arena do Grêmio, em Porto Alegre, será o palco da disputa no dia 19 de dezembro.

(PNUD)Quase 20 jogadores de futebol confirmaram participação na 10ª edição da Partida Contra a Pobreza. Na condição de embaixadores da Boa Vontade do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), Ronaldo e Zidane vão escolher e liderar suas próprias equipes para competirem um contra o outro. O evento, pela primeira vez no Brasil, ocorrerá na Arena do Grêmio, em Porto Alegre, no dia 19 de dezembro.

A disputa segue o exemplo das últimas nove edições, nas quais os fundos arrecadados foram usados para apoiar projetos específicos em diferentes países que estavam passando por dificuldades e enfrentando grandes desafios. “Na décima edição, nós vamos usar os fundos para apoiar projetos no meu país [Brasil] e também um programa na África do qual o Brasil participa ativamente”, esclareceu Ronaldo.

A Partida Contra a Pobreza é apoiada pela Federação Internacional de Futebol (FIFA) e pela União das Federações Europeias de Futebol (UEFA). Espera-se que grandes nomes do futebol ainda confirmem a participação no evento nas próximas semanas.

O time de Ronaldo já tem Neymar e Lucas, estrelas da Seleção Brasileira, assim como Romário, um dos melhores artilheiros de todos os tempos. Também estarão em Porto Alegre Bebeto e Denilson, e os zagueiros Belletti, Serginho e Roque Junior, aposentados recentemente. Os ex-jogadores internacionais  Christian Karembeu da França, Michel Salgado da Espanha e Hidetoshi Nakata do Japão confirmaram presença nesta décima edição da Partida Contra a Pobreza. Outras estrelas esperadas são Deco, o italiano Christian Vieri, o argentino Santiago Solari e o português Pedro Pauleta.