Rodada de negociações sobre Síria termina com ‘crescente progresso’, afirma enviado da ONU

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

Enviado especial da ONU para a Síria, Staffan de Mistura, afirmou que a última rodada de negociações sobre o país do Oriente Médio terminou com “crescente progresso”.

“Fizemos, assim como esperávamos, maior progresso. Sem avanços, sem interrupções, sem desistências”, disse Staffan de Mistura em uma coletiva de imprensa, seguida da conclusão da rodada de negociações facilitadas pela ONU com o objetivo de pôr fim ao conflito de seis anos na Síria.

O enviado especial da ONU para a Síria, Staffan de Mistura. Foto: ONU/Violaine Martin

O enviado especial da ONU para a Síria, Staffan de Mistura. Foto: ONU/Violaine Martin

O enviado especial da ONU para a Síria, Staffan de Mistura, afirmou que a última rodada de negociações sobre o país do Oriente Médio terminou com “crescente progresso”.

“Fizemos, assim como esperávamos, maior progresso. Sem avanços, sem interrupções, sem desistências, maior progresso”, disse o enviado das Nações Unidas em uma coletiva de imprensa, após conclusão da rodada de negociações facilitadas pela ONU com o objetivo de pôr fim ao conflito de seis anos na Síria.

Ele reconheceu também um esforço “generoso” da oposição para construir confiança mútua, algo que, segundo Mistura, não havia antes.

“Dois meses atrás, eu não imaginava que eles se posicionassem de forma tão intensa e construtiva, em confiança mútua.”

O enviado disse ainda que pretende retomar as negociações no início de setembro.

“Solicitei às partes que estejam prontas para oferecer posições claras e substanciais sobre os ‘quatro pilares’, e esperamos que, pelo menos, pressionamos para que se sentem na mesma sala.”

Os “quatro pilares” são: um governo de transição não-sectário confiável; futura Constituição; eleições parlamentares antecipadas e livres, dentro de 18 meses; e união contra o terrorismo.


Comente

comentários