Rio celebra Dia Mundial do Refugiado com ato pela paz no Cristo Redentor

ATENÇÃO: ERRATA. Novo endereço do evento de celebração ao Dia Mundial do Refugiado, no Rio de Janeiro

Foto: Flickr.com/briandeadly

Foto: Flickr.com/briandeadly

Refugiados de diferentes nacionalidades que vivem no Brasil celebrarão o Dia Mundial do Refugiado no Santuário Cristo Redentor do Rio de Janeiro, nesta sexta-feira (19), a partir das 16hs. A cerimônia terá a exibição do coro infantil Coração Jolie, formado exclusivamente por crianças refugiadas. Ao final, o Cristo Redentor será iluminado com a cor azul característica do Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR).

Participam da cerimônia o representante do ACNUR no Brasil, Andrés Ramirez; o bispo auxiliar da Arquidiocese do Rio de Janeiro, Dom Henrique da Silva Brito; o secretário nacional de Justiça e presidente do Comitê Nacional para Refugiados (CONARE), Beto Vasconcellos; e da ONG IKMR – idealizadora do coro, que será acompanhado pela Orquestra de Cordas da Grota. Personalidades do mundo artístico, como a atriz e cantora Letícia Sabatella e a atriz Malu Mader, também participarão da comemoração em apoio à causa dos refugiados.

O reitor do Santuário Cristo Redentor, padre Omar Raposo, lembra que o Dia Mundial do Refugiado é também uma oportunidade para que a sociedade manifeste o seu acolhimento. “Não é fácil ser forçado a deixar o próprio país por causa de guerras, perseguições e vários tipos de violações aos direitos humanos. Essas pessoas mostraram resiliência diante das situações difíceis a que foram submetidas. A nós, cabe a mesma atitude amorosa do Cristo Redentor: estar com os braços abertos para acolhê-las e auxiliá-las”, afirma.

O evento no Corcovado (localizado no Parque Nacional da Tijuca) acontece no momento em que o Brasil registra um número recorde de estrangeiros que chegam ao país fugindo de guerras e perseguições. Segundo dados do CONARE, o país abriga um número recorde de aproximadamente 8 mil refugiados de 81 nações diferentes, tendo recebido 12 mil solicitações de refúgio durante o ano de 2014.

Este crescimento do refúgio no Brasil reflete o cenário mundial. Segundo o relatório do ACNUR “Tendências Globais”, que será divulgado amanhã (quinta-feira, 18), o deslocamento forçado devido a conflitos atingiu níveis recordes no mundo e está acelerando rapidamente.

O Dia Mundial do Refugiado (20 de junho) é uma oportunidade para celebrar a força, a coragem e a resistência das pessoas que foram forçadas a deixar suas casas e seus países por causa de guerras, perseguições e violações generalizadas de direitos humanos.

O ACNUR é a agência da ONU responsável por dirigir e coordenar a ação internacional de proteção e de busca por soluções duradouras para as pessoas deslocadas por conflitos e violência – e também apátridas.

Além do ato pela paz no Cristo Redentor, outro evento marcará o Dia Mundial do Refugiado no Rio de Janeiro. Na manhã desta sexta-feira (19), estudantes da Escola Municipal Friedenreich (Avenida Maracanã, 782) irão colorir 400 bonecas de pano cedidas pela empresa Com Lola, que serão posteriormente doadas para crianças refugiadas sírias que vivem na Jordânia e também para crianças refugiadas que vivem no Brasil.

Esta atividade é parte da campanha “A Volta ao Mundo em uma Mochila”, executada pelo ACNUR em diversos países das Américas para sensibilizar o público sobre o impacto do deslocamento causado por conflitos e violações de direitos humanos na vida de milhões de meninas e meninos.

No Rio de Janeiro, o ACNUR atua em parceria com a Caritas Arquidiocesana e com autoridades do governo estadual e do município. Em âmbito nacional, o ACNUR tem como principal contraparte governamental o CONARE, e trabalha com outras organizações da sociedade civil – como a Caritas Arquidiocesana de São Paulo, o Instituto Migrações e Direitos Humanos e a Associação Antônio Vieira – ministérios, governos estaduais e municipais e o setor privado.

Serviço:
Ato pela Paz – No Santuário Cristo Redentor, nesta sexta-feira, 19 de junho, a partir das 16hs
(O acesso pelas Paineiras será autorizado para veículos de imprensa identificados. No entanto, a autorização permite apenas embarque e desembarque no alto do Corcovado. Caso a opção seja pelo Trem do Corcovado, o profissional de comunicação, portando sua identidade funcional, deve se dirigir, com antecedência, à bilheteria para verificar a possibilidade de concessão da gratuidade para a cobertura do evento).

Atividade da campanha “A Volta ao Mundo em uma Mochila”: Escola Municipal Friedenreich (Avenida Maracanã, 782), dia 19 de junho, a partir das 9h30

Para mais informações sobre as atividades do Dia Mundial do Refugiado no Rio de Janeiro, entre em contato com:

  • ACNUR Brasil: (61) 3044.5744 / (61) 8187.0978 (Karin Fusaro e Luiz Fernando Godinho)
  • Caritas Arquidiocesana do Rio de Janeiro: (21) 99874.1214 (Diogo Felix)
  • Santuário Cristo Redentor: (21) 3231.3592 R. 305 / (21) 9.9860.2565 (Nice Affonso)