Reunião em Madri discute segurança alimentar

UNIC Rio de Janeiro (26/01/09) – Devido ao aumento do número de pessoas subalimentadas no mundo para quase um bilhão em 2008, colocando em perigo a implementação de um dos principais Objetivos de Desenvolvimento das Nações Unidas – reduzir a fome pela metade até 2015 –, Chefes de Estado e outros altos dirigentes estão reunidos hoje e

UNIC Rio de Janeiro (26/01/09) – Devido ao aumento do número de pessoas subalimentadas no mundo para quase um bilhão em 2008, colocando em perigo a implementação de um dos principais Objetivos de Desenvolvimento das Nações Unidas – reduzir a fome pela metade até 2015 –, Chefes de Estado e outros altos dirigentes estão reunidos hoje e amanhã (26 e 27 de janeiro de 2009) em Madri (Espanha), para examinar formas de impulsionar a produção mundial de alimentos. A reunião, “Segurança Alimentar para Todos”, é presidida pelo Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, e pelo Primeiro-Ministro da Espanha, José Luis Rodríguez Zapatero.

“Vários países também apresentarão um plano em longo prazo, prevendo o destino de mais recursos à agricultura e a segurança alimentar”, disse o coordenador da Força Tarefa Especial de Alto Nível para a Crise Mundial de Segurança Alimentar – que reúne diversas agências, fundos e programas da ONU – David Nabarro.

O aumento do número de pessoas com fome se deve à volatilidade dos preços dos alimentos em 2008, a qual se caracterizou por aumentos acentuados, especialmente do preço do arroz, bem como pela dificuldade de acesso aos alimentos causada pelos conflitos armados, a ruptura do fornecimento e o impacto das mudanças climáticas, que provocaram uma diminuição da produtividade em determinadas partes do ano.

O Programa Mundial de Alimentos (PMA) teve de aumentar o seu número de beneficiários para aproximadamente 100 milhões de pessoas no ano passado, o que obrigou um aumento drástico dos seus fundos de cerca de dois bilhões de dólares, o que significa que seu orçamento para 2009 será de 5,2 bilhões de dólares.

Um dos objetivos da conferência de Madrid é o estabelecimento de uma parceria para a segurança alimentar, constituída por governos, organismos regionais, organizações da sociedade civil, empresas, organismos internacionais, bancos de desenvolvimento e doadores.

Outras informações sobre o evento estão disponíveis no site: http://www.ransa2009.org/


Comente

comentários