Reunião da CEPAL em Cuba terá presença de secretário-geral da ONU e autoridades regionais

A Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL) realizará na semana que vem (de 7 a 11) em Havana, Cuba, seu 37º Período de Sessões, a reunião bienal mais importante dessa comissão regional das Nações Unidas, com a participação de mais de 25 ministros, vice-ministros e outras autoridades de mais de 20 países.

A cerimônia de abertura terá a participação do secretário-geral da ONU, António Guterres. A cúpula analisará temas relevantes para o desenvolvimento dos países da região e o progresso das atividades da comissão.

Centro antigo de Havana, Cuba. Foto: Wikicommons/Emmanuel Huybrechts

Centro antigo de Havana, Cuba. Foto: Wikicommons/Emmanuel Huybrechts

A Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL) realizará na semana que vem (de 7 a 11) em Havana, Cuba, seu 37º Período de Sessões, a reunião bienal mais importante dessa comissão regional das Nações Unidas, com a participação de mais de 25 ministros, vice-ministros e outras autoridades de mais de 20 países.

O evento, que será realizado no Palácio de Convenções de Havana, reunirá representantes dos 46 países-membros e 13 associados da CEPAL. A cerimônia de abertura ocorrerá na terça-feira (8), às 9h, com o secretário-geral da ONU, António Guterres; a secretária-executiva da CEPAL, Alicia Bárcena; e o chefe de gabinete da presidência do México, Francisco Ortiz; e um alto representante do governo de Cuba a ser confirmado.

A reunião analisará temas relevantes para o desenvolvimento dos países da região e examinará o progresso das atividades da comissão. Na ocasião, a CEPAL apresentará seu relatório de atividades com o trabalho realizado nos últimos dois anos, definindo, mediante a aprovação do programa de trabalho e do calendário de conferências, os mandatos que orientarão seu trabalho durante o próximo biênio (2019-2020).

Juntamente com a apresentação de seu relatório de atividades, incluindo as de seus nove órgãos subsidiários e seu programa de trabalho, durante os cinco dias da reunião serão realizados o Seminário Comemorativo do 70⁰ aniversário do organismo (que ocorre em 2018), um outro Seminário de Alto Nível sobre a Ineficiência da Desigualdade e o Diálogo de Chanceleres e Altas Autoridades, entre outras sessões.

A CEPAL proporá aos governos uma reflexão sobre a urgência de atender os problemas gerados pela crescente desigualdade na região e como isso afeta o cumprimento da Agenda 2030 e dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). As reflexões constam no documento de posicionamento “A Ineficiência da Desigualdade”, que será apresentado na reunião.

O evento também terá a presença de pesquisadores e acadêmicos, funcionários de quase 30 organismos intergovernamentais, especialistas e membros do Sistema ONU, além de representantes de organizações da sociedade civil.

O programa completo do 37º Período de Sessões da CEPAL, assim como informação geral da reunião e registro para participantes e jornalistas, estão disponíveis no site especial do Encontro (em espanhol): http://periododesesiones.cepal.org/37/es.

Todos os detalhes da reunião podem ser acompanhados ao vivo pela Internet e também pelas redes sociais da CEPAL com as hashtags #igualdadALC e #equalityLAC.

Os jornalistas estrangeiros que desejarem viajar a Cuba para a cobertura do evento devem cumprir os requisitos de migração para entrar no país. Mais informações estão disponíveis neste link.