Resultados promissores em terapia antirretroviral contra AIDS recebem elogios de agência da ONU

O Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids (UNAIDS) elogiou na quinta-feira (08/03) a nova terapia antirretroviral para a prevenção de infecções do vírus HIV apresentada por pesquisadores do Centro Africano para Estudos de Saúde e População.

Os resultados da pesquisa mostram que locais onde a adesão à terapia antirretroviral é alta, pessoas sem o vírus HIV têm 38% menos chances de adquirir o vírus do que em regiões de baixa adesão à terapia.

“Esses resultados são extremamente importantes. O UNAIDS encoraja todos os países e comunidades a adotarem uma alta cobertura da terapia antirretroviral, tanto para o benefício das pessoas com o HIV como para as comunidades onde vivem”, afirmou o Diretor Executivo do UNAIDS, Paul de Lay.

O estudo também confirma que se um pessoa soro positivo respeitar todo os procedimentos da terapia antirretroviral, o risco de transmitir o vírus para um parceiro sexual não-afetado pode ser reduzido em 96%.

Essa é a primeira vez que o impacto do tratamento antirretroviral foi demonstrado em um ambiente comunitário. O estudo coletou dados desde 2003 na área rual de KwaZulu-Natal, na África do Sul. Nessa área, 20 mil pessoas com HIV tiveram acesso ao tratamento desde 2004.