Resolução do conflito na Síria é principal assunto de reunião do Conselho de Segurança da ONU

Chefe das Nações Unidas se reuniu com representantes dos cinco membros permanentes do Conselho e destacou urgência de solução para crise humanitária na região.

Secretário-geral da ONU com os ministros das Relações Exteriores dos cinco membros permanentes do Conselho de Segurança das Nações Unidas. Foto: ONU/Mark Garten

Secretário-geral da ONU com os ministros das Relações Exteriores dos cinco membros permanentes do Conselho de Segurança das Nações Unidas. Foto: ONU/Mark Garten

A crise na Síria foi o principal foco da reunião do Conselho de Segurança da ONU na quarta-feira (25). No encontro com os ministros das Relações Exteriores dos cinco membros permanentes do Conselho – China, Estados Unidos, França, Rússia e Reino Unido – o secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, ressaltou a importância de intensificar os esforços para resolver a crise humanitária na região.

Eles também discutiram sobre o calendário e outros aspectos da conferência de paz que será realizada em Genebra para tentar resolver o conflito que já matou mais de 100 mil pessoas e deslocou mais de 6 milhões de sírios desde o início dos combates em março de 2011.

O porta-voz de Ban também informou que a reunião analisou os mecanismos que devem ser estabelecidos em breve entre a ONU e a Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPAQ) para inspecionar o estoque de armas químicas da Síria.

A equipe das Nações Unidas que está investigando o uso de armas químicas no país voltou à região na quarta-feira (25) para completar a análise sobre as alegações pendentes, incluindo o incidente ocorrido no dia 19 de março em Khan al-Asal.

Segundo o porta-voz da ONU, Martin Nesirky, a equipe de cientistas só poderá finalizar o trabalho na Síria quando eles conseguirem avaliar as condições dos locais onde as armas químicas foram supostamente usadas.