Relatório Social Mundial 2020: Desigualdade é ameaça ao progresso social

A desigualdade subiu para níveis históricos globalmente, de acordo com o Relatório Social Mundial 2020 das Nações Unidas, que será lançado nesta terça-feira (21). O evento de lançamento poderá ser acompanhado ao vivo pela Internet.

A secretária-executiva da CEPAL, Alicia Bárcena, citou durante sessão do Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça, a existência de uma correlação inversa entre produtividade e desigualdade. Foto: Giulian Frisoni/Flickr/CC

Foto: Giulian Frisoni/Flickr/CC

A desigualdade subiu para níveis históricos globalmente, de acordo com o Relatório Social Mundial 2020 das Nações Unidas, que será lançado nesta terça-feira (21). O evento de lançamento poderá ser acompanhado ao vivo pela Internet.

A alta desigualdade pode afetar a prosperidade econômica e o desenvolvimento social de milhões de pessoas, se políticas efetivas não forem implementadas.

O relatório “Desigualdade em um mundo em rápida mudança” afirma que grandes tendências globais, incluindo mudanças tecnológicas, crise climática, urbanização e migração internacional, podem ser aproveitadas para reduzir a desigualdade ou nos dividir ainda mais. O documento será lançado às 14h (de Brasília).

Serviço

Quem: Elliott Harris, economista-chefe da ONU e secretário-geral adjunto de Economia
Desenvolvimento; Marta Roig, chefe de Tendências e Questões Emergentes na Seção de Desenvolvimento da Divisão de Desenvolvimento Social Inclusivo, DESA.

O quê: Comunicado de imprensa sobre o Relatório Social Mundial 2020
Quando: Terça-feira, 21 de janeiro de 2020, 12h EST (14h de Brasília)
Onde: S-237, Sede da ONU, Nova Iorque
Webcast: http://webtv.un.org

Contato para entrevistas: Sharon Birch-Jeffrey (birchs@un.org)