Rede Brasil do Pacto Global quer mais empresas alinhadas aos objetivos globais

As empresas podem, por meio do seu negócio, melhorar a qualidade de vida das pessoas, se atuarem alinhadas aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). O “Futuro que a Gente Quer”, a mais nova campanha da Rede Brasil do Pacto Global, retrata vidas e mostra o poder do setor empresarial na construção de um mundo mais justo, igualitário e sustentável, que não deixe ninguém para trás.

A série de curtas-metragens será veiculada nas redes sociais da Rede Brasil e de cerca de 80 empresas signatárias com o objetivo de engajar mais organizações para a Agenda 2030.

O primeiro curta-metragem, feito com o apoio do Instituto Iguá, conta a história um vilarejo no oeste do Pará, que testemunhou um salto na qualidade de vida dos seus 385 moradores. Assista ao vídeo.

O primeiro curta-metragem, feito com o apoio do Instituto Iguá, conta a história um vilarejo no oeste do Pará, que testemunhou um salto na qualidade de vida dos seus 385 moradores. Foto: Reprodução

O primeiro curta-metragem, feito com o apoio do Instituto Iguá, conta a história um vilarejo no oeste do Pará, que testemunhou um salto na qualidade de vida dos seus 385 moradores. Foto: Reprodução

As empresas podem, por meio do seu negócio, melhorar a qualidade de vida das pessoas, se atuarem alinhadas aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). O “Futuro que a Gente Quer”, a mais nova campanha da Rede Brasil do Pacto Global, retrata vidas e mostra o poder do setor empresarial na construção de um mundo mais justo, igualitário e sustentável, que não deixe ninguém para trás.

A série de curtas-metragens será veiculada nas redes sociais da Rede Brasil e de cerca de 80 empresas signatárias com o objetivo de engajar mais organizações para a Agenda 2030.

O primeiro curta-metragem, feito com o apoio do Instituto Iguá, conta a história um vilarejo no oeste do Pará, que testemunhou um salto na qualidade de vida dos seus 385 moradores.

À beira do Rio Santarém, a pequena vila recebeu um sistema de tratamento de água, fruto da atuação conjunta da Aliança Água + Acesso. A iniciativa é formada por 15 empresas e organizações e já atua há mais de dois anos no local. Um dos resultados mais celebrados foi a redução da mortalidade infantil, problema ligado à falta de saneamento básico. Confira:

Quem assina a produção é a Social Docs, agência do publicitário Marcelo Douek e do diretor do documentário “Um Novo Capitalismo”, Henry Grazinoli. Cada vídeo retrata um ODS posto em prática por meio da atuação do setor privado.

Clique aqui para acessar a lista de empresas e organizações que divulgarão a campanha em seus canais digitais.