Recorde de produção de minério de ferro em 2011 aponta para recuperação do mercado, afirma ONU

Total de minério de ferro produzido globalmente em 2011 foi 1,92 bilhão de toneladas, um aumento de 4,7% em comparação com 2010.

Recém-extraído minério de ferro na Libéria. (ONU/B Wolff)A produção global de minério de ferro atingiu a maior alta de todos os tempos ano passado, confirmando os sinais de uma recuperação da indústria siderúrgica após a recessão de 2009, segundo um novo relatório das Nações Unidas. Entre os principais produtores desse mineral vital para a produção de aço estão Brasil, China e Austrália.  A produção aumentou na maioria das regiões, embora tenha diminuído na Europa e na Índia.

Publicado pela Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD) em cooperação com o Grupo Matéria-Prima, da Suécia, o relatório Mercado de Minério de Ferro 2011-2013 afirma que o total de minério de ferro produzido globalmente em 2011 foi 1,92 bilhão de toneladas, um aumento de 4,7% em comparação com 2010. Os países em desenvolvimento representam quase metade do total de exportações, marcando o décimo ano de aumento.

O crescimento na produção de aço bruto também aponta para uma recuperação da crise financeira de 2009, afirma o relatório, que atribui esse crescimento principalmente à China, onde a produção começou a aumentar em novembro de 2008. “As importações chinesas de minério de ferro aumentaram 11% em 2011 comparado com 2010, ou 686,7 milhões de toneladas – o país representa 60,1% das importações mundiais totais”, afirma o relatório.

O relatório adverte, no entanto, que a incerteza sobre os preços e uma diminuição da concentração de corporações pode apresentar condições desfavoráveis para o setor  nos próximos anos. Apesar de um aumento na demanda significar preços mais elevados, o relatório prevê queda a partir de 2013 como uma adaptação mais lenta da oferta.

Para 2012, o Mercado de Minério de Ferro 2011-2013 estima aumento na demanda para cerca de dois bilhões de toneladas e 2,08 bilhões de toneladas em 2013.