Projeto com apoio da ONU visa habilitar gestão de dados geográficos no Maranhão

Terminou nesta quinta-feira (28) em São Luís, no Maranhão, o terceiro módulo do curso para formação de gestores locais em plataformas georeferenciadas, plataformas de dados que permitem a visualização por meio de mapas.

Mais de 20 representantes dos municípios de Bacabeira, Rosário, Santa Rita e São Luís, todos no Maranhão, serão capazes de usar o software ArcGis para consulta e gerenciamento de banco de dados georeferenciados com informações do projeto “Monitoramento dos Indicadores Socioeconômicos dos Municípios do Entorno da Refinaria Premium I”.

O projeto tem como objetivo monitorar o impacto da instalação da Refinaria Premium I, da Petrobras, no Maranhão, nos quatro municípios que fazem fronteira com o empreendimento, por meio da verificação e monitoramento de indicadores e metas estabelecidas pelos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM), aprovados pela ONU em 2000.

As atividades ocorreram no Laboratório de Informática da Faculdade de Ciência da Computação da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), que organiza o projeto junto com o Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos (ONU-Habitat).