Projeto Balaio abre cadastro online para quem precisa de alimentos e kits de higiene e limpeza

O “Projeto Balaio: saúde, inclusão e comunidade” recebe desde quarta-feira (13) inscrições de pessoas vivendo com HIV/AIDS e pessoas LGBTI+ que necessitem de apoio com cesta básica de alimentos e kits de higiene e limpeza em meio à pandemia de COVID-19.

A ação é uma iniciativa realizada em São Paulo (SP) pela ONG Barong, com apoio do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS).

O projeto tem foco inicial em pessoas que moram na cidade de São Paulo e se encontram em situação de extrema vulnerabilidade. Seu objetivo é mitigar os impactos secundários da pandemia de COVID-19 sobre estas populações.

O Balaio irá oferecer também ajuda na retirada e entrega de medicamentos para o tratamento do HIV para aquelas pessoas que tenham fatores acrescidos de risco para a COVID-19 ou estejam enfrentando dificuldades para ir aos serviços de saúde.

Esta ação faz parte de uma estratégia-piloto de base comunitária para entrega de medicamentos antirretrovirais distribuídos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e conta com o apoio do Centro de Referência e Tratamento de DST Aids de São Paulo (CRT/SP).

Para se cadastrar, acesse o link bit.ly/CadastroProjetoBalaio e preencha todos os seus dados conforme solicitado.

“Atualmente, atendemos cerca de 600 pessoas por mês e temos um cadastro de mais de 5 mil pessoas aqui no Barong. Em sua maioria, são pessoas em situação de rua ou com vulnerabilidades ampliadas e direitos violados”, explica Marta Mc Britton, diretora-presidente da ONG.

“O Barong construiu uma sólida rede de contatos e trabalhos ao longo dos anos. Muitas destas pessoas aliadas já entraram em contato conosco solicitando esse tipo de ajuda em função deste contexto de pandemia.”

As frentes deste projeto respondem às principais demandas  identificadas na pesquisa online realizada pelo  UNAIDS no Brasil entre os dias 27 e 31 de março para entender as necessidades das pessoas que vivem com o HIV no contexto da pandemia da COVID-19.

Um terço das quase 3 mil pessoas que responderam ao questionário destacou a necessidade de receber apoio com suprimentos básicos, incluindo cestas básicas e kits de higiene.

“Dados do Índice de Estigma 2019 Brasil, divulgados no ano passado, já indicaram que uma parcela considerável das pessoas vivendo com HIV e vivendo com AIDS se encontra em situação de vulnerabilidade socioeconômica no Brasil”, recorda Cleiton Euzébio de Lima, diretor interino do UNAIDS no país.

“Esta situação emergencial gerada pela pandemia de COVID-19 só agrava o quadro, que já era preocupante, e reforça a necessidade de voltarmos nossa atenção para esta população, incluindo pessoas LGBTI+, vivendo agora em condições de extrema vulnerabilidade.”

Nesta fase inicial de contexto de emergência, o projeto contará com a distribuição de 350 cestas completas (alimentação, higiene e limpeza) para pessoas cadastradas através de formulário online e também de um processo de busca ativa, com apoio do Centro de Referência da Diversidade (CRD) e Pela Vidda/SP, com o objetivo de encontrar as pessoas mais vulneráveis, que não possuem celular ou conexão de Internet.

“Em parceria com o CRD, vamos também priorizar o apoio a pessoas vivendo com HIV e AIDS na facilitação de acesso às terapias e outras medicações, com entregas nas residencias ou por correio”, explica a diretora-presidente do Barong.

“Essa parceria também irá otimizar o atendimento de demandas de cestas de alimentos, higiene, limpeza, além de insumos de prevenção, trocando informações e ampliado as distribuições e apoio a população LGBTI+, a pessoas vivendo com HIV e vivendo com AIDS, e a profissionais do sexo.”

O objetivo do projeto é ir além desta fase inicial e conseguir levantar doações corporativas e de pessoas físicas – que tenham disposição e condições de ajudar – a fim de torná-lo sustentável ao longo de 2020.

O Projeto Balaio é uma iniciativa da organização não governamental Barong, de São Paulo, em parceria com o UNAIDS e a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO).

O Balaio conta ainda com apoio do Centro de Referência da Diversidade (CRD) e Pela Vidda/SP, do Centro de Referência e Tratamento de DST Aids de São Paulo (CRT/SP), da AIDS Health Foundation (AHF) no Brasil e da DKT Prudence.

Clique aqui para fazer doação: bit.ly/oProjetoBalaio
Clique aqui para se cadastrar para recebimento de assistência: bit.ly/CadastroProjetoBalaio