Projeto apoiado pela ONU forma microempreendedores no Rio

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

Apoiado pelo Centro RIO+ das Nações Unidas, o Projeto Ressignificando o Futuro celebrou na terça-feira (20) a formatura dos 18 integrantes da 4ª turma do curso de capacitação em modelos de negócios e inovação social . Com os conhecimentos adquiridos em aulas presenciais e à distância, alunos poderão tornar seus empreendimentos mais sustentáveis e rentáveis.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Apoiado pelo Centro RIO+ das Nações Unidas, o Projeto Ressignificando o Futuro celebrou na terça-feira (20) a formatura dos 18 integrantes da 4ª turma do curso de capacitação em modelos de negócios e inovação social . Com os conhecimentos adquiridos em aulas presenciais e à distância, alunos poderão tornar seus empreendimentos mais sustentáveis e rentáveis.

Implementado desde 2014, o projeto é uma iniciativa da Escola Nacional de Seguros em parceria com a Incubadora Afrobrasileira. Para a gestora do projeto, Leonor Chaves, “são muito os ganhos de ambas as partes. Quando o Ressignificando se envolveu com a ONU e tomou consciência sobre desenvolvimento sustentável, tanto os alunos de graduação da Escola que prestam monitoria no projeto quanto os empreendedores do curso de capacitação quiseram se envolver com ações sustentáveis”.

Aparecida de Fátima Ferreira é dona de um restaurante na Lapa e diz que estava quase fechando as portas antes de participar do Ressignificando o Futuro. Segundo ela, o curso “foi maravilhoso porque agora eu estou com uma outra visão do meu negócio”. “Aprendi coisas que antes eu não dava muita importância”, conta.

Parceria para a sustentabilidade

Em setembro deste ano, o Centro RIO+ lançou o documentário CenáRIO: Sustentabilidade em Ação. O material foi produzido por 30 estudantes cariocas que filmaram com seus celulares iniciativas e negócios sustentáveis da cidade. Dentre os 16 empreendedores escolhidos, dois foram alunos do Projeto Ressignificando o Futuro.

A parceria entre a Escola Nacional de Seguros e o Centro RIO+ para difundir os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável ganhará uma nova iniciativa. Os dois organismos estão desenvolvendo o Projeto Jovem Sustentável, uma plataforma de identificação de riscos alimentada por jovens empreendedores sobre suas próprias comunidades.

Para José Varanda, coordenador do curso de graduação da Escola, “hoje, um negócio que não é sustentável vai acabar ficando à margem”. “Ou ele vira sustentável ou está fadado a morrer”, alerta.


Mais notícias de:

Comente

comentários