Programa nacional de voluntariado promove prêmio sobre objetivos da ONU

O programa nacional de voluntariado da Presidência da República, também conhecido pelo nome Viva Voluntário, abriu nesta semana (28) inscrições para um prêmio que reconhecerá cidadãos e projetos dedicados a esse tipo de atividade. Instituições e indivíduos devem promover boas ações alinhadas a pelo menos um dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas (ODS). Prazo para inscrição se encerra em 29 de junho.

Iniciativa do governo federal em parceria com o PNUD visa promover o voluntariado em todo o Brasil. Foto: PNUD/Tiago Zenero

Iniciativa do governo federal em parceria com o PNUD visa promover o voluntariado em todo o Brasil. Foto: PNUD/Tiago Zenero

O programa nacional de voluntariado da Presidência da República, também conhecido pelo nome Viva Voluntário, abriu nesta semana (28) inscrições para um prêmio que reconhecerá cidadãos e instituições dedicados a esse tipo de atividade. Entidades e indivíduos devem promover boas ações alinhadas a pelo menos um dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas (ODS). Prazo para inscrição se encerra em 29 de junho.

A premiação é dividida em quatro categorias — voluntariado nas organizações da sociedade civil, voluntariado no setor público, voluntariado empresarial e líder voluntário. Serão premiadas duas iniciativas por cada categoria. Inscrições serão feitas mediante o preenchimento de formulário eletrônico, disponibilizado no endereço http://www4.planalto.gov.br/vivavoluntario.

Acesse o edital da competição clicando aqui.

O Programa Viva Voluntário é promovido pelo governo federal em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

Programa arrecada doações para crianças venezuelanas em Roraima

Também no início da semana (28), o Conselho Gestor do Viva Voluntário realizou sua segunda reunião, para discutir os avanços na implementação do projeto nacional de voluntariado.

Para o próximo mês, está prevista uma campanha de arrecadação de alimentos, roupas e fraldas para crianças venezuelanas com menos de quatro anos em Roraima. Em Brasília, serão espalhadas 50 caixas para a coleta de doações nos ministérios, nas sedes das estatais, como o Banco do Brasil e a Caixa Econômica, e na Casa da ONU.

A iniciativa é também da Presidência da República, com apoio do PNUD e do Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR).

Viva Voluntário já tem cidades-piloto

A oficial de programa para Paz e Governança do PNUD no Brasil, Moema Freire, falou sobre a chegada do Viva Voluntário a cinco capitais brasileiras, como projeto em fase de teste.

“Foram selecionadas pelo Conselho Gestor as cidades de Salvador, São Paulo, Porto Alegre, Brasília e Boa Vista, como cidades-piloto na primeira fase do programa. As cidades-piloto contarão com ações intensivas de capacitação e mobilização do programa, como forma de potencializar as ações do Viva Voluntário em todas as regiões do país, a partir desses pólos”.

As atividades nesses municípios contará ainda com a parceria do Programa de Voluntariado das Nações Unidas (UNV).

Entre as próximas atividades do Comitê Gestor do Viva Voluntário, programadas para 2018, estão o desenvolvimento da Plataforma Digital do Voluntariado, ferramenta que reunirá as iniciativas e projetos das organizações que precisam de voluntários; o estabelecimento oficial das cinco cidades-piloto em cada uma das regiões do país; a apresentação da proposta do código de ética do voluntário; e o incentivo à participação em atividades voluntárias por parte dos servidores públicos.