Programa Mundial de Alimentos e Brasil apoiam segurança alimentar em Cuba

Acordo prevê a doação brasileira de 3.500 toneladas de arroz e feijão para a nação caribenha, que beneficiará principalmente mulheres grávidas, bebês, crianças menores de 5 anos e idosos.

Meninas cubanas menores de 5 anos estarão entre os beneficiários de assistência alimentar apoiada pelo PMA e o Brasil. Foto: Radmilla Suleymanova

Meninas cubanas menores de 5 anos estarão entre os beneficiários de assistência alimentar apoiada pelo PMA e o Brasil. Foto: Radmilla Suleymanova

Os governos de Cuba e do Brasil, em conjunto com o Programa Mundial de Alimentos (PMA), assinaram uma carta de entendimento para apoiar a segurança alimentar e nutricional de mais de 900 mil pessoas em Cuba.

Através deste acordo o Brasil fornece ao PMA uma doação de alimentos que inclui 3.500 toneladas de arroz e feijão no valor de 1,4 milhão de dólares. O carregamento se destina a atender as mulheres grávidas e bebês, crianças menores de 5 anos e adultos maiores de 65 anos.

A representante do PMA em Cuba, Laura Melo, agradeceu a doação feita pelo governo brasileiro.