Programa Mundial de Alimentos apoia meio milhão de rohingyas fugindo da violência

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

Segundo o Programa Mundial de Alimentos das Nações Unidas (PMA), 15 mil pessoas ficaram presas por dias na fronteira entre Mianmar e Bangladesh, muitas delas sem nada para comer. A agência da ONU está fornecendo biscoitos proteicos e arroz e utilizando barcos para levar a comida até a região. Desde agosto de 2017, 580 mil pessoas já foram alimentadas pelo Programa na região, a maior parte delas rohingyas que fogem da violência em Mianmar.

Acompanhe o tema: bit.ly/onu-rohingya.


Mais notícias de:

Comente

comentários