Programa da ONU apoia festival de música em SP para conscientizar sobre HIV

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

O festival de música Prudence Fest reuniu cerca de 20 mil pessoas, no último sábado, no sambódromo do Anhembi, em São Paulo, para marcar o Dia Mundial contra a AIDS (1° de dezembro). A iniciativa teve o apoio do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS) e apresentações de Claudia Leitte, Maiara & Maraísa e Ludmilla. Artistas divulgaram mensagens em suas redes sociais sobre a importância do uso da camisinha.

Festival em SP reuniu cerca de 20 mil pessoas em edição que marcou o Dia Mundial contra a AIDS. Fotos: Instagram

Festival em SP reuniu cerca de 20 mil pessoas em edição que marcou o Dia Mundial contra a AIDS. Fotos: Instagram

O festival de música Prudence Fest reuniu cerca de 20 mil pessoas, no último sábado, no sambódromo do Anhembi, em São Paulo, para marcar o Dia Mundial contra a AIDS (1° de dezembro). A iniciativa teve o apoio do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS) e apresentações de Claudia Leitte, Maiara & Maraísa e Ludmilla. Artistas divulgaram mensagens em suas redes sociais sobre a importância do uso da camisinha.

Para cada ingresso comprado, a marca de preservativos Prudence doou três camisinhas para projetos de prevenção de infecções sexualmente transmissíveis (ISTs). Ao longo do evento, que durou cerca de 15 horas, telões exibiram conteúdos de conscientização sobre o HIV. Artistas participantes também se pronunciaram sobre o tema.

A drag queen Tchaka ficou responsável por entrevistar convidados e abordar questões associadas ao Dia Mundial contra a AIDS. O Prudence Fest também contou com performances de Kevinho e Capital Inicial e dos DJs Felugk, Jet Lag, Pernambuco, Claudio Jr, Leandro Buenno e Kakko. A cantora Gretchen e o ator e músico Tiago Abravanel foram os padrinhos do festival.

Realizado pela DKT International, o evento já acontece no México desde 2010 e veio para o Brasil com o objetivo de usar a música como aliada na mobilização dos jovens. A proposta é difundir informações sobre como evitar as ISTs. Além do UNAIDS, outras organizações que trabalham com a resposta à epidemia de HIV apoiaram o projeto.


Mais notícias de:

Comente

comentários