Princípios de empoderamento das mulheres da ONU alcançam 150 empresas signatárias no Brasil

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

“Igualdade significa negócios”. É sob esta afirmação que a ONU Mulheres e o Pacto Global da ONU vêm trabalhando para promover os Princípios de Empoderamento das Mulheres (WEPs, da sigla em inglês) no Brasil e no mundo.

Baseados em práticas empresariais bem-sucedidas, tais princípios orientam corporações a adaptar as políticas existentes ou criar novas práticas para trabalhar a promoção da igualdade entre homens e mulheres no local de trabalho, no mercado, em sua cadeia de valor e na sociedade.

A 150ª adesão aos princípios de empoderamento das mulheres da ONU aconteceu durante o Fórum Mulheres de Destaque, no final de novembro, em São Paulo. Foto: ONU Mulheres

A 150ª adesão aos princípios de empoderamento das mulheres da ONU aconteceu durante o Fórum Mulheres de Destaque, no final de novembro, em São Paulo. Foto: ONU Mulheres

“Igualdade significa negócios”. É sob esta afirmação que a ONU Mulheres e o Pacto Global da ONU vêm trabalhando para promover os Princípios de Empoderamento das Mulheres (WEPs, da sigla em inglês) no Brasil e no mundo.

Baseados em práticas empresariais bem-sucedidas, os Princípios de Empoderamento das Mulheres orientam as corporações a adaptar as políticas existentes ou criar novas práticas para trabalhar elementos-chave para a promoção da igualdade entre homens e mulheres no local de trabalho, no mercado, em sua cadeia de valor e na sociedade.

O Brasil tem ocupado uma posição de destaque nessa rede. Só neste ano, 33 empresas brasileiras ou com atuação no Brasil assinaram os Princípios de Empoderamento das Mulheres, tornando público o seu compromisso com a igualdade de gênero e entrando para uma rede de compartilhamento de informações sobre boas práticas adotadas em outros países. Com essas novas assinaturas, a plataforma alcança 150 empresas signatárias no país.

Os mais novos signatários são: AES Brasil, AES Tietê energia S.A., Amazon Brasil, Anima Educação, Arcos Dourados, Avianca, BETC, Banco BNP Paribas Brasil, Banco Itaú, Banco Santander, Banco Sumitomo Mitsui Brasileiro, Eletropaulo Metropolitana, Cosmezi Itália, Furukawa, Grupo Pão de Açucar, Grupo Criarq, Hospital Oncológico Octavio Lobo, Hospital Público Estadual Galileo, Ingersoll Rand, Inpress, Johnson Controls Brasil, Merck, Netza, Pandora, PayPal Brasil, Proseftur, Rede Mulher Empreendedora, Superela, Trampos.co, Bayer Brasil, Sanepar, Hotel Terras Alta.

A Associação de Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil (ADVB), a Associação Brasileira de Franchising (ABF) e o Instituto Brasileiro de Relações com Investidores (IBRI) também se somaram à rede que apoia os WEPs no esforço de sensibilizar novas empresas e dirigentes. A lista completa de empresas signatárias dos WEPs no Brasil e no mundo pode ser visualizada pelo site http://weprinciples.org/Site/Companies/1.

“O setor privado é um dos agentes decisivos para construir um Planeta 50-50 com paridade de gênero. As empresas com atuação no Brasil têm criado soluções e práticas baseadas na transformação da cultura organizacional, influência no setor e na cadeia produtiva. Essa é uma rede fundamental para o desenvolvimento sustentável, com igualdade de gênero e crescimento inclusivo como determina a Agenda 2030”, considera Nadine Gasman, representante da ONU Mulheres Brasil.

Fórum Mulheres de Destaque

A 150ª adesão aconteceu durante o Fórum Mulheres de Destaque, no final de novembro, em São Paulo. O Fórum, que conta com o apoio da ONU Mulheres e do movimento ElesPorElas – HeForShe, apresentou de forma prática os processos que as corporações precisam adotar para implementar e consolidar seus programas voltados para a igualdade de gênero.

De acordo com a gerente dos Princípios de Empoderamento das Mulheres na ONU Mulheres Brasil, Adriana Carvalho, um dos temas levantados no Fórum foi a necessidade de incentivo para a maior participação de mulheres em cargos de lideranças. “Das 150 empresas signatárias dos WEPs no Brasil, por exemplo, 19 são lideradas por mulheres, sendo que apenas uma é liderada por uma mulher negra. Rachel Maia, da Pandora Joias, conseguiu romper as inúmeras barreiras excludentes na ocupação de cargos executivos de grandes empresas”, diz Adriana.

Apesar dos desafios, cada vez mais empresas têm despertado para a necessidade e os benefícios de implementar políticas de igualdade de gênero e empoderamento das mulheres em suas práticas de negócios. Desde o seu lançamento em 2010, 1.665 líderes de empresas do mundo todo assinaram a Declaração de Apoio do CEO, sinalizando determinação em melhorar as práticas de suas empresas para criar um ambiente mais justo e igualitário para que as mulheres sejam empoderadas e acessem as mesmas oportunidades que os homens.

Princípios de Empoderamento das Mulheres

Ao assinar os WEPs, a empresa assume publicamente o compromisso com a agenda de empoderamento das mulheres e passa a fazer parte de uma rede global das Nações Unidas. Essa rede compartilha informações, publica cartilhas e manuais, promove fóruns, eventos e webinars.

Não existem pré-requisitos para e empresa assinar, nem sobre a jornada a ser traçada para corresponder aos princípios (que é desenhada pela própria empresa). A ONU Mulheres apoia prêmios, como o prêmio WEPS Brasil e Great Place to Work, como forma de reconhecer o progresso das empresas.

Conheça os sete Princípios

1. Estabelecer liderança corporativa sensível à igualdade de gênero, no mais alto nível;
2. Tratar todas as mulheres e homens de forma justa no trabalho, respeitando e apoiando os direitos humanos e a não discriminação;
3. Garantir a saúde, segurança e bem-estar de todas as mulheres e homens que trabalham na empresa;
4. Promover educação, capacitação e desenvolvimento profissional para as mulheres;
5. Apoiar empreendedorismo de mulheres e promover políticas de empoderamento das mulheres através das cadeias de suprimentos e marketing;
6. Promover a igualdade de gênero através de iniciativas voltadas à comunidade e ao ativismo social;
7. Medir, documentar e publicar os progressos da empresa na promoção da igualdade de gênero.

Para saber mais sobre os Princípios de Empoderamento das Mulheres e como se tornar signatário, acesse a Cartilha WEPs clicando aqui.


Mais notícias de:

Comente

comentários