Preparativos para eleições criam ambiente positivo no Afeganistão, avalia ONU

Pela primeira vez na história do país, haverá transferência de poder entre dois governos democraticamente eleitos. Missão das Nações Unidas fornece apoio técnico para pleito que está previsto para 5 de abril.

Representante especial do secretário-geral da ONU para o Afeganistão, Ján Kubiš. Foto: UNAMA/Erick Kanalstein

O representante especial do secretário-geral da ONU para o Afeganistão, Ján Kubiš, disse nesta quinta-feira (3) que a qualidade dos preparativos para as eleições em 2014 estão tornando o ambiente mais positivo em relação às perspectivas do país após a transição política.

Kubiš afirmou que “a qualidade dos preparativos, a conduta e a aceitação dos resultados das eleições já estão criando um ambiente mais positivo para o Afeganistão e aumentando os motivos para aqueles que estão comprometidos em fornecer apoio de longo prazo ao país após 2014”.

A Missão das Nações Unidas de Assistência no Afeganistão (UNAMA) está fornecendo apoio técnico para a realização do pleito, previsto para 5 de abril.

Pela primeira vez na história do país, haverá transferência de poder entre dois governos democraticamente eleitos. O atual presidente, Hamid Karzai, não será candidato à reeleição por causa dos limites do mandato.

“É muito importante certificar-se de que as eleições serão inclusivas, com participação em todo o país e que as pessoas terão escolhas”, declarou Kubiš, acrescentando que a inscrição para a eleição vai até domingo.

O representante especial pediu para os candidatos se apresentarem não apenas como indivíduos, mas para tentar “conquistar a confiança e o apoio de eleitores por meio de suas propostas, de seus compromissos claros e promessas” no que diz respeito ao desenvolvimento econômico e social, a justiça, a luta contra a corrupção, a promoção dos direitos humanos e dos direitos das mulheres.