Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos: confira os vencedores da 35º edição

Iniciativa apoiada pelo Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil (UNIC Rio) recebeu 443 contribuições de jornalistas de todo o Brasil em nove categorias. Premiação será entregue dia 22 de outubro no Memorial da América Latina, em São Paulo.

Em sessão pública realizada nesta terça-feira (1º) na Câmara Municipal de São Paulo, a comissão organizadora do 35º Prêmio Vladimir Herzog escolheu os vencedores das nove categorias – Artes (ilustrações, charges, cartuns, caricaturas e quadrinhos), Fotografia, Documentário de TV, Reportagem de TV, Rádio, Jornal, Revista, Internet e Categoria Especial – que, neste ano, teve como tema “Violências e agressões físicas e morais contra jornalistas e contra o direito à informação”.

Foram avaliadas 443 contribuições de jornalistas de todo o Brasil. Abaixo a relação dos trabalhos vencedores e menções honrosas:
Artes (ilustrações, charges, cartuns, caricaturas e quadrinhos)
Vencedor: Comissão da Verdade – Angeli (Folha de S. Paulo)

Menção Honrosa: A vulnerabilidade e a força das mulheres negras – Kleber Soares de Sales (Correio Braziliense)

Fotografia

Vencedor: Depósito Humano – Jefferson Botega (Zero Hora)

Menção Honrosa: Nota 0 – Allan Douglas Costa Pinto (Tribuna do Paraná)

Reportagem de TV

Vencedor: Adoção irregular – José Raimundo e equipe (TV Globo)

Menção Honrosa: SOS Criança – Marcelo Canellas e equipe (TV Globo)

Documentário de TV

Vencedor: Carne osso: o trabalho em frigoríficos – Carlos Juliano Barros / equipe Repórter Brasil (GloboNews)

Menção Honrosa: Carandiru, a marca da intolerância – Bianca Vasconcellos e equipe (TV Brasil/EBC)

Rádio

Vencedor: Voz Guarani-Kaiowá – Marilu Cabanãs e equipe (Rádio Brasil Atual)

Menção Honrosa: Dores do parto – Anelize Moreira e equipe (Rádio Brasil Atual)

Jornal

Vencedor: Os Suruí e a Guerrilha do Araguaia – Ismael Soares Machado e equipe (Diário do Pará)

Menção Honrosa: Os arquivos ocultos da ditadura – Rubens Valente Soares e equipe (Folha de S.Paulo)

Revista

Vencedor: O primeiro voo do condor – Wagner Willian Knoeller (Revista Brasileiros)

Menções Honrosas:

Caderno Especial: Subsídios para uma Comissão da Verdade da USP – Pedro Pomar e equipe (Revista Adusp – Associação dos Docentes da USP)

Em busca da verdade – Fausto Salvadori Filho (Apartes – Revista da Câmara Municipal de São Paulo)

Internet

Vencedor: Pelo menos um – Julliana de Melo Correia de Sá e Ciara Núbia de Carvalho Alves (Portal NE10)

Menção Honrosa: Infâncias devolvidas – Edcris Ribeiro da Silva Wanderley (Diário de Pernambuco)

Categoria Especial

“Violências e agressões físicas e morais contra jornalistas e contra o direito à informação”

Vencedores:

Jornalistas assassinados no Vale do Aço – Mateus Parreiras de Freitas e equipe (Estado de Minas)

Existe terror em SP: o dia em que PMs atiraram ante aplausos e pedidos de não violência – Janaina de Oliveira Garcia (Portal UOL)

Prêmio Especial Vladimir Herzog 2013

Desde 2009, a comissão organizadora indica jornalistas para serem agraciados com o Prêmio Especial pelos relevantes serviços prestados às causas da Democracia, Paz e Justiça. A iniciativa das instituições promotoras retoma proposta original do Prêmio, que previa tal homenagem a personalidades ou jornalistas que jamais inscreveriam seus trabalhos em qualquer tipo de concurso.

Já foram homenageados Lourenço Diaféria (in memoriam), David de Moraes, Audálio Dantas, Elifas Andreato, Alberto Dines e Lúcio Flavio Pinto. Neste ano, receberão as homenagens outros três grandes nomes da imprensa brasileira: Perseu Abramo (criador do Prêmio, in memoriam), Marco Antônio Tavares Coelho e Raimundo Rodrigues Pereira.

O 35º Prêmio Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos é promovido e organizado por onze instituições: Associação Brasileira de Imprensa – Representação em São Paulo – ABI/SP; Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo – ABRAJI; Centro de Informação das Nações Unidas no Brasil (UNIC Rio); Comissão Justiça e Paz da Arquidiocese de São Paulo; Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo – ECA/USP; Federação Nacional dos Jornalistas – FENAJ; Fórum dos Ex-Presos e Perseguidos Políticos do Estado de São Paulo; Instituto Vladimir Herzog; Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil – OAB Nacional, Ouvidoria da Polícia do Estado de São Paulo e Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo.

Programação dos 35 anos do Prêmio Vladimir Herzog

Seminário Internacional
No dia 21 de outubro, no Itaú Cultural, haverá o Seminário Internacional sobre Violência contra Jornalistas, com presenças já confirmadas de Jim Boumelha, presidente da Federação Internacional dos Jornalistas (FIJ); Celso Schröder, presidente da Federação dos Jornalistas da América Latina e Caribe (FEPALC) e da Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ); da jornalista mexicana Anabel Hernández (“Os Senhores do Narco”); e do presidente executivo do Newseum e Freedom Forum de Washington D.C., James C. Duff.

Roda de Conversa
Na manhã do dia 22, os jornalistas premiados e suas equipes reúnem-se na Sala dos Espelhos do Memorial da América Latina para conversar sobre como desenvolveram suas reportagens e contar as experiências que viveram nesse exercício prático de jornalismo. A condução da Roda de Conversa será dos jornalistas Angelina Nunes, Aldo Quiroga e Sergio Gomes.

Premiação
A cerimônia de premiação será na noite de 22 de outubro, no Auditório Simón Bolívar do Memorial da América Latina.

Serviço
Seminário Internacional Sobre Violência Contra Jornalistas
21 de outubro, segunda-feira, das 9h às 19h | Instituto Itaú Cultural – Av. Paulista, 149 |Estação Brigadeiro do Metrô
Inscrições: http://www.premiovladimirherzog.org.br |[210 lugares]

35º Prêmio Vladimir Herzog De Anistia E Direitos Humanos | 5º Prêmio Jovem Jornalista Fernando Pacheco Jordão
Cerimônia de premiação: 22 de outubro, terça-feira, 20h | Auditório Simón Bolívar – Memorial da América Latina
Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664, São Paulo | Estação Barra Funda do Metrô