Prêmio Equatorial homenageia soluções locais para a pobreza e o meio ambiente

Líderes do desenvolvimento sustentável e celebridades mundiais se unem em celebração na Rio+20.

A Iniciativa Equatorial celebrou o 10º aniversário do Prêmio Equatorial nesta quarta-feira (20) com um evento de gala realizado na casa de espetáculos Vivo Rio, como parte da programação da Conferência das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável (Rio+20). Vinte e cinco grupos de comunidades locais e indígenas receberam distinções por suas contribuições marcantes para o desenvolvimento sustentável, liderando campanhas que tratam de temas centrais da Rio+20, como segurança alimentar, acesso a água potável, energia sustentável, oceanos e biodiversidade. A Iniciativa Equatorial também entregou dez prêmios temáticos entre os 25 vencedores.

Celebridades e líderes do desenvolvimento sustentável de todo o mundo se uniram aos vencedores no palco para a celebração. Helen Clark, Administradora do PNUD, e Gilberto Gil, músico e ex-Ministro da Cultura brasileiro, foram os anfitriões do evento da noite, enquanto o ator Edward Norton, Embaixador da Boa Vontade das Nações Unidas para a Biodiversidade, e a atriz e promotora do ambientalismo Camila Pitanga foram os mestres de cerimônia. Richard Branson, fundador do Grupo Virgin, Muhammad Yunus, fundador do Banco Grameen e ganhador do Prêmio Nobel da Paz, e Achim Steiner, Diretor-Executivo do PNUMA, também participaram das apresentações dos prêmios.

Os vencedores dos prêmios temáticos, selecionados pelos jurados Maurice Strong, Richard Branson, Princesa Basma Bint Talal da Jordânia, M.S. Swaminathan, Victoria Tauli-Corpuz e Gilberto Gil, foram:

• Biodiversidade: Articulação Pacari (Brasil)
• Adaptação comunitária: Namdrik Atoll (Ilhas Marshall)
• Terras áridas: Abrha Weatsbha (Etiópia)
• Energia: Associação de Plantas Medicinais (Egito)
• Alimentos: Mulheres e Terra (Tadjiquistão)
• Florestas: Iniciativa da África Ocidental (Libéria)
• Oceanos: Pemuteran (Indonésia)
• Resíduos: Associação de Mulheres Artesãs de Los Límites (Colômbia)
• Lixo: Shashwat (Índia)
• Empoderamento feminino: Swazi (Suazilândia)

“O evento desta noite celebra a liderança e as grandes inovações que estão vindo das comunidades locais de todo o mundo”, destacou a Administradora do PNUD, Helen Clark. “As organizações vencedoras do Prêmio Equatorial demonstram, através de suas ações, como o gerenciamento sustentável de ecossistemas não é apenas bom para o meio ambiente, mas empodera comunidades locais e aumenta suas capacidades e opções de subsistência”, disse Helen. “Para irmos além da Rio+20”, ela cotninuou , “será crucial reconhecer o papel central das organizações comunitárias e das iniciativas locais para a construção de soluções de desenvolvimento sustentável”.

Tanto a cerimônia de premiação quanto o encontro dos vencedores, que se reuniram ao longo da semana para compartilhar ideias e experiências, foram convocados pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e pelos demais parceiros para reconhecer e promover as soluções de desenvolvimento local para as pessoas, para a natureza e para comunidades resilientes.

Os vencedores deste ano foram selecionados em uma lista de 812 nomeados submetidos por comunidades de 113 países em desenvolvimento de todo o mundo, indicando um movimento global por soluções comunitárias para a sustentabilidade.

A Iniciativa Equatorial é uma parceira que reúne as Nações Unidas, os governos, a sociedade civil, empresas e organizações comunitárias para promover soluções de desenvolvimento sustentável para as pessoas, a natureza e as comunidades resilientes. Como parte da Iniciativa, o Prêmio Equatorial auxilia a compartilhar a mensagem de que a biodiversidade e os ecossistemas saudáveis, que estão sendo destruídos a um ritmo alarmante, são essenciais para garantir a sustentabilidade global – e que as iniciativas comunitárias como as que são celebradas no evento podem oferecer soluções inovadoras, efetivas e muito necessárias, e requerem maior apoio para que alcancem escala e possam realizar impactos potenciais.

O Prêmio Equatorial é apoiado pelos ex-Chefes de Estado Gro Harlem Brundtland e Oscar Arias, pelo filantropista Ted Turner, por prêmios Nobel incluindo Elinor Ostrom, e celebridades como Gisele Bündchen e Edward Norton.

Os parceiros atuais da iniciativa incluem: Conservação Internacional; Convenção da Diversidade Biológica; Ecoagriculture Partners; Universidade Fordham; Ministério Federal Alemão para a Cooperação Econômica e o Desenvolvimento; União Internacional para a Conservação da Natureza; The Nature Conservancy; Ministério Real Norueguês de Relações Exteriores; Rare; Agência Sueca de Cooperação para o Desenvolvimento Internacional (SIDA); PNUMA; PNUD; e a Fundação das Nações Unidas.

Confira aqui a lista com os nomes de todos os vencedores do Prêmio Equatorial 2012.


Comente

comentários