Prêmio da ONU ‘Campeões da Terra’ reconhece compromisso com a sustentabilidade da Natura

“O modelo de negócios da Natura é um exemplo brilhante de como a sustentabilidade e o empreendedorismo andam lado a lado”, disse o diretor executivo do Programa da ONU para o Meio Ambiente.

Em Santo Antônio do Tauá está a cooperativa Camtauá que colhe andiroba para a fabricação do sabonete EKOS. Foto: Tarso Sarraf

Em Santo Antônio do Tauá está a cooperativa Camtauá que colhe andiroba para a fabricação do sabonete EKOS. Foto: Natura/Tarso Sarraf

Maior multinacional brasileira de cosméticos e pioneira em produção sustentável, a Natura é uma das vencedoras do prêmio Campeões da Terra 2015, do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), na categoria Visão Empresarial. Ao atribuir o prêmio à Natura nesta sexta-feira (11), a agência da ONU reconheceu o compromisso da companhia de colocar a sustentabilidade no coração de sua estratégia de negócios, o que apoia a Agenda para o Desenvolvimento Sustentável 2030 da ONU.

“O modelo de negócios da Natura é um exemplo brilhante de como a sustentabilidade e o empreendedorismo andam lado a lado. O trabalho da companhia para ter cadeias de fornecimento verdes, reduzir sua pegada de carbono e apoiar comunidades locais demonstra não só um compromisso admirável com o meio ambiente, mas também afirma o potencial de uma economia verde inclusiva”, disse o diretor executivo do PNUMA, Achim Steiner.

A Natura emprega um modelo de produção sustentável baseado no fornecimento responsável de ingredientes naturais e trabalho com comunidades locais, para incentivar inovação ecológica em todo o ciclo de vida de um produto. A fabricante prioriza materiais reciclados e recicláveis em suas embalagens, como os refis das fragrâncias da linha Ekos Frescores, feitos de 100% PET reciclado pós-consumo, gerando 72% menos emissões de gases do efeito estufa. Com esse lançamento, tornou-se a primeiro grande marca de cosméticos a usar esse tipo de material na perfumaria.

“Estar entre os reconhecidos como Campeões da Terra nos inspira ainda mais a ampliar o potencial de nossa empresa de gerar impacto positivo na sociedade e no meio ambiente”, diz Roberto Lima, diretor-presidente da Natura. “Buscamos uma agenda de desenvolvimento sustentável que vá além do comportamento empresarial e que esteja inserida de fato em nosso modelo de negócios.”

O Prêmio Campeões da Terra é a maior homenagem ambiental que a Organização das Nações Unidas pode conferir a indivíduos e organizações de destaque. Entre os 67 premiados estão líderes de nações a ativistas – todos visionários cujas lideranças e ações aproximam o mundo de suas aspirações de sustentabilidade ambiental e vida digna para todos.