Prefeitura de Jaboatão dos Guararapes (PE) recebe prêmio da ONU por iniciativa com catadores

A prefeitura de Jaboatão dos Guararapes (PE) ganhou o prêmio internacional da ONU por excelência de gestão do serviço público. A premiação do United Nations Public Service Awards de 2019 é dirigida a iniciativas públicas que promovam ações de destaque nas áreas de direitos humanos e erradicação da pobreza.

Atualmente, 75 catadores integram o Programa de Coleta Seletiva de Jaboatão dos Guararapes. Segundo a prefeitura da cidade, a iniciativa mudou a vida de catadores que anteriormente trabalhavam informalmente e sob condições insalubres no “Lixão da Muribeca”, que foi desativado em 2009. A Prefeitura passou a empregar formalmente alguns dos catadores do lixão e outros que trabalhavam nas ruas da cidade.

Catadores de materiais recicláveis que trabalham para a prefeitura de Jaboatão dos Guararapes (PE). Foto: Prefeitura de Jaboatão dos Guararapes

Catadores de materiais recicláveis que trabalham para a prefeitura de Jaboatão dos Guararapes (PE). Foto: Prefeitura de Jaboatão dos Guararapes

A prefeitura de Jaboatão dos Guararapes (PE) ganhou o prêmio internacional da ONU por excelência de gestão do serviço público. A premiação do United Nations Public Service Awards de 2019 é dirigida a iniciativas públicas que promovam ações de destaque nas áreas de direitos humanos e erradicação da pobreza.

O programa vencedor da categoria “Entregando serviços inclusivos e equitativos para não deixar ninguém para trás” foi o Coleta Seletiva, desenvolvido pela Prefeitura da cidade. A honraria será entregue ao prefeito Anderson Ferreira, durante cerimônia nesta segunda-feira (24), em Baku, capital do Azerbaijão.

O evento reunirá cerca de 450 participantes, entre oficiais, ministros, prefeitos, membros da sociedade civil, acadêmicos, representantes da iniciativa privada e organizações internacionais.

O United Nations Public Service Awards reconhece práticas de excelência no setor público e de apoio aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). O Departamento de Assuntos Sociais e Econômicos das Nações Unidas (DESA) identifica e premia, anualmente, contribuições inovadoras do serviço público para um modelo de gestão mais eficaz, promovendo iniciativas e temas relacionados à Agenda 2030.

Atualmente, 75 catadores integram o Programa de Coleta Seletiva de Jaboatão dos Guararapes. Segundo a prefeitura da cidade, a iniciativa mudou a vida de catadores que anteriormente trabalhavam informalmente e sob condições insalubres no “Lixão da Muribeca”, que foi desativado em 2009. A Prefeitura passou a empregar formalmente alguns dos catadores do lixão e outros que trabalhavam nas ruas da cidade.

O programa oferece treinamento, assim como apoio técnico e infraestrutura, tendo também o objetivo de proteger o meio ambiente por meio da reciclagem. Têm prioridade na iniciativa mulheres e outros grupos em situação de vulnerabilidade, como portadores do vírus HIV, ex-detentos, ex-viciados em drogas. A iniciativa também promove o empreendedorismo e a formação de cooperativas de catadores.

“Quem antes precisava viver em meio a lixões, hoje, trabalha em um ambiente digno e conta com serviço contínuo de capacitação profissional que propicia renda mensal que chega a 1.200 reais”, disse a Prefeitura, em nota.

Além de Jaboatão dos Guararapes, dez instituições públicas de Argentina, Austrália, Áustria, Chile, Costa Rica, Indonésia, Quênia, Portugal, Coreia do Sul e Tailândia receberão o prêmio.

A premiação ocorre em meio ao Fórum de Serviço Público das Nações Unidas (UNPSF, na sigla em inglês), que acontece no Azerbaijão até quarta-feira (26) com o tema “Atingindo os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável com a Efetiva Entrega de Serviços, Transformação Inovadora e Instituições Responsáveis”.

O evento é organizado pela Agência Estatal para Serviços Públicos e Inovações Sociais da presidência do Azerbaijão e pelo DESA por meio de sua Divisão para Instituições Públicas e Governo Digital (DPIDG), junto à ONU Mulheres. Diversos parceiros também devem se engajar na organização de workshops e eventos paralelos.

Instituições públicas eficazes, inclusivas e transparentes são essenciais para a implementação da Agenda 2030 e para atingir os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Elas têm um papel-chave na obtenção de interligações e coerência política; em desenhar estratégias e planos nacionais de desenvolvimento, desenvolver infraestrutura, mobilizar recursos, monitorar e avaliar programas públicos, projetos e atividades de desenvolvimento, e equipar funcionários públicos com as capacidades para implementar os ODS.

Elas também têm um papel importante a desempenhar na prestação de serviços inclusivos para melhor servir os cidadãos e não deixar ninguém para trás, inclusive por meio do governo digital.

Tanto o ODS 16 (Paz, Justiça e Instituições Eficazes) quanto o ODS 10 (Redução das Desigualdades) são altamente relevantes para o Fórum de Serviço Público das Nações Unidas de 2019.

Para as Nações Unidas, as instituições públicas precisam adotar a inovação e a transformação para oferecer serviços mais eficazes, oportunos e responsivos e incorporar os princípios de transparência, responsabilidade e inclusão.

O Fórum fornecerá uma plataforma para ministros e outros tomadores de decisões refletirem sobre como avançar no progresso para a realização dos ODS.

Os participantes também terão a oportunidade de debater questões e tendências emergentes, discutir boas práticas, estratégias e abordagens inovadoras para uma prestação de serviços eficaz e uma transformação inovadora para cumprir os ODS e não deixar ninguém para trás, um princípio transversal da Agenda 2030.

Será um momento para refletir sobre desafios comuns e trocar lições aprendidas com as novas abordagens e inovações que estão sendo experimentadas em todo o mundo.

Saiba mais sobre o fórum e os prêmios que serão concedidos por meio do site: unpsf2019baku.com