PNUMA lança plataforma para apoiar países na implementação dos Objetivos Globais

“A Plataforma tem um grande potencial de ajudar a desbloquear as verdadeiras capacidades dos países em desenvolvimento, usando o comércio como um motor para o desenvolvimento sustentável e a proteção do meio ambiente”, explicou o diretor executivo do PNUMA, Achim Steiner.

Foto: PNUMA

Foto: PNUMA

O Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) anunciou nesta segunda-feira (14) o lançamento da Plataforma de Meio Ambiente e Comércio, uma iniciativa que auxiliará os países a usarem o comércio sustentável como um veículo para o cumprimento dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, adotados em setembro de 2015.

Por meio da Plataforma, os países contarão com apoio no planejamento e implementação de políticas comerciais que promovam a sustentabilidade ambiental e o bem-estar humano; na percepção de oportunidades comerciais que possam surgir da transição para uma economia mais verde; no fortalecimento de aspectos sustentáveis do comércio internacional e acordos de investimento em negociações; e na realização de uma mudança de práticas e tendências do comércio aos caminhos mais sustentáveis.

“O PNUMA já trabalha diretamente com muitos governos e outras partes interessadas para implementar uma economia verde inclusiva em países de todos os continentes”, explicou o diretor executivo do PNUMA, Achim Steiner. “O Portal tem um grande potencial para desenvolver essa experiência e ajudar a desbloquear as verdadeiras capacidades dos países em desenvolvimento, usando o comércio como um motor para o desenvolvimento sustentável e a proteção do meio ambiente, beneficiando cada um de nós.”

A Plataforma foi formalmente lançada em um evento paralelo à 10ª Conferência Ministerial da Organização Mundial do Comércio (OMC), em Nairóbi. O PNUMA ajudou a organizar a sessão intitulada “Comércio e Agenda 2030 de Desenvolvimento Sustentável”, com o Centro Internacional para o Comércio e Desenvolvimento Sustentável (ICTSD) na abertura do Simpósio sobre Comércio e Desenvolvimento.

Na ocasião, Steiner destacou as várias formas nas quais o comércio internacional guiam o crescimento da economia global, sem contar os investimentos direitos. Citou, como exemplos, a possibilidade de Além disso, possibilita a incorporação de países ao mercado internacional, bem como a facilitação na construção de indústrias e cadeias de valor mais modernas e sustentáveis.

Entre as muitas funcionalidades da Plataforma se encontram serviços de criação de capacidades para os países em desenvolvimento, assistência técnica na elaboração de acordos comerciais e relacionados ao meio ambiente; desenvolvimento de ferramentas, metodologias e indicadores para o comércio sustentável; Identificação e divulgação das melhores práticas; identificação de oportunidades – setoriais ou específicas da região – para o comércio e a produção sustentável.

Visite o site da Plataforma de Meio Ambiente e Comércio aqui.