PNUMA e China lançam iniciativa para promover gestão de ecossistemas em países em desenvolvimento

Parceria Internacional de Gestão de Ecossistemas vai ajudar governos, agências e comunidade científica a melhorar gestão de ecossistemas terrestres e marinhos.

O Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) e a Academia Chinesa de Ciências lançaram na sexta-feira (18/11) um programa para promover a gestão adequada de ecossistemas em países em desenvolvimento, com foco especial na África.

A Parceria Internacional de Gestão de Ecossistemas terá como objetivo sintetizar a ciência da gestão de ecossistemas para decisores políticos por meio de monitoramento, construção de capacidade e políticas. O trabalho da iniciativa abrange tanto ecossistemas terrestres como marinhos e tem como clientes governos nacionais, órgãos e programas intergovernamentais, bem como agências de desenvolvimento e a comunidade científica.

Para o Subsecretário-Geral para Assuntos Econômicos e Sociais das Nações Unidas e Secretário-Geral da Rio+20, Sha Zukang, “o futuro da civilização humana e o desenvolvimento sustentável dependem de ecossistemas bons, saudáveis e resilientes”. Ele destacou que a gestão sustentável dos ecossistemas vai desempenhar um papel crucial para o avanço das economias verdes em todo o mundo.

O Diretor Executivo do PNUMA, Achim Steiner, também destacou a questão dos ecossistemas como um elemento fundamental da transição para a economia verde nos países em desenvolvimento e reafirmou o compromisso do Programa para promover esta iniciativa.