PNUD seleciona projetos que promovam desenvolvimento sustentável em AM e PI

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) lançou edital para seleção de projetos nos estados do Amazonas e do Piauí. O objetivo é identificar experiências e metodologias de inovação alinhadas às cadeias de produção locais.

As propostas vencedoras receberão 100 mil reais cada uma para ampliar, aprimorar ou dar continuidade a projetos que promovam o desenvolvimento sustentável da região. O prazo para inscrição é 27 de novembro.

Para participar é necessário enviar proposta, conforme orientações do edital, até 27 de novembro. Foto: PNUD

Para participar é necessário enviar proposta, conforme orientações do edital, até 27 de novembro. Foto: PNUD

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) lançou edital para seleção de projetos nos estados do Amazonas e do Piauí. O objetivo é identificar experiências e metodologias de inovação alinhadas às cadeias de produção locais.

As propostas vencedoras receberão 100 mil reais cada uma para ampliar, aprimorar ou dar continuidade a projetos que promovam o desenvolvimento sustentável da região.

Clique aqui para acessar o edital.
Clique aqui para acessar o formulário para envio da proposta.

Para participar é necessário enviar proposta, conforme orientações do edital, até 27 de novembro. O quesito “inovação” considera caminhos ou estratégias que utilizem novos produtos, serviços, tecnologias, organização de novos processos, novos modelos de negócio, métodos organizacionais ou inovações sociais.

No Amazonas, os projetos devem estar associados a alguma das seguintes temáticas: novas dinâmicas para promoção de polos de desenvolvimento; gestão pública; conservação ambiental e uso sustentável dos recursos naturais; estratégias para enfrentar a violência e a criminalidade; cidadania plena para mulheres e meninas; educação inclusiva e de qualidade; cadeia do turismo; cadeia das melíponas; cadeia do pirarucu.

Já no Piauí, os temas são: governança; educação inclusiva de qualidade; empreendedorismo; agricultura familiar inclusiva e produtiva; conservação ambiental; uso sustentável dos recursos naturais; ambiente seguro e inclusivo; igualdade de gênero; empoderamento de mulheres e meninas; cadeia das melíponas; cadeia do turismo.

Os critérios para a avaliação serão alinhamento ao tema, impacto social, replicabilidade da inovação, clareza metodológica da inovação, sustentabilidade da inovação, previsão de uso dos recursos recebidos e resultados alcançados.