PNUD quer aprimorar gestão e ensino em 135 escolas da rede municipal de Maceió

Parceria entre agência da ONU e capital de Alagoas teve início em 2014. Nesta semana, o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento reuniu 1,5 mil professores em um seminário onde apresentou suas iniciativas para 2016.

PNUD promove boas práticas educacionais na rede municipal de ensino de Maceió. Foto: PNUD Brasil / Tiago Zenero

PNUD promove boas práticas educacionais na rede municipal de ensino de Maceió. Foto: PNUD Brasil / Tiago Zenero

Por ocasião da volta às aulas em Maceió, o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e a Secretaria Municipal de Educação promoveram na terça-feira (19) um seminário que reuniu cerca de 1,5 mil professores da cidade. Durante o encontro, a agência da ONU apresentou e formalizou seu plano de atividades de 2016 para a capital de Alagoas.

Desde 2014, o PNUD colabora com a pasta de Educação para aprimorar a gestão das 135 escolas da rede municipal. Neste ano, os projetos conjuntos passaram por reformulações, com o objetivo de ampliar as ações na área educacional e colaborar com o desenvolvimento humano.

“A parceria com o Programa representa um grande avanço para o processo de ensino e aprendizagem na capital alagoana. Conseguimos melhorar o desempenho de nossos professores e alunos e elevamos nossos resultados no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica, o IDEB”, disse o prefeito de Maceió, Rui Palmeira.

A educação de jovens e adultos e o ensino especial para a inclusão de crianças, adolescentes e adultos no sistema educacional foram destaques no seminário.

“Posso afirmar que a educação vive um novo ‘estado de espírito’. Nossos professores e servidores estão mais motivados para o trabalho. Estamos garantindo oportunidades para que se capacitem e cresçam profissionalmente. Isso reflete diretamente no desempenho dos alunos e na melhoria da qualidade da educação”, afirmou a secretária municipal de Educação, Ana Dayse.

Durante o evento, também foram apresentadas outras ações do PNUD para o setor de educação de Maceió. Um exemplo é o projeto “Desenhado para o Movimento” – desenvolvido em parceria com a Nike – que visa combater a obesidade de crianças e adolescentes nas escolas por meio do estímulo ao movimento dos estudantes durante as aulas.

O Centro Internacional de Políticas para o Crescimento Inclusivo (IPC-IG) – vinculado à agência da ONU – discutiu com os participantes a realização de uma pesquisa com o propósito de identificar os níveis de analfabetismo na capital alagoana. O objetivo principal do levantamento seria subsidiar a formulação de políticas públicas para diminuir os índices na região.

O Programa das Nações Unidas debateu ainda a relação entre educação e os novos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), adotados no ano passado pela comunidade internacional.

“Na Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, temos um objetivo que trata diretamente do tema educação. O acesso universal a um sistema de ensino de qualidade conduz a resultados de aprendizagem relevantes e eficazes. Por isso, trabalhar pela educação é trabalhar pelo futuro de um planeta mais justo”, destacou o assessor sênior do PNUD no Brasil, Haroldo Machado Filho.

Os recursos investidos no setor de educação de Maceió são provenientes de doações do Ministério da Educação.