PNUD premia empreendedores com projetos sustentáveis

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE) premiaram nesta semana (4) os vencedores do concurso de empreendedorismo sustentável ‘Incluir 2017’. Entre os ganhadores, estavam iniciativas que abordavam desde a reutilização de recursos naturais, como a casca do arroz queimada, até a criação de hortas em espaços pouco convencionais.

Finalistas da Chamada de Casos Incluir 2017 recebem premiação. Foto: PNUD Brasil/Maria Eduarda Carvalho

Finalistas da Chamada de Casos Incluir 2017 recebem premiação. Foto: PNUD Brasil/Maria Eduarda Carvalho

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE) premiaram nesta semana (4) os vencedores do concurso de empreendedorismo sustentável Incluir 2017. Entre os ganhadores, estavam iniciativas que abordavam desde a reutilização de recursos naturais, como a casca do arroz queimada, até a criação de hortas em espaços pouco convencionais.

“O que vemos aqui hoje demonstra claramente que estamos no caminho certo: 860 empresas e potenciais empreendedores se inscreveram na Chamada de Casos Incluir 2017, fruto da parceria entre SEBRAE e PNUD. Entre elas, dez estão sendo reconhecidas hoje pelo seu comprometimento em desenvolver soluções que melhoram as condições de vida de famílias de menor renda”, afirmou o coordenador-residente das Nações Unidas e representante-residente do PNUD no Brasil, Niky Fabiancic, durante a cerimônia.

O vencedor na categoria Negócio de impacto social foi a Carborroz, companhia que transforma o resíduo da queima da casca do arroz em carvão ativado de baixo custo. O produto é usado no tratamento de água e esgoto, contribuindo para melhorar o saneamento básico de comunidades brasileiras.

Já a Vianatus levou a premiação do grupo Negócio com solução de impacto ambiental. A empresa instala hortas em telhados e paredes, com um sistema de irrigação automatizado e um aplicativo de monitoramento da pequena plantação. A Firgun, vencedora na série Ideia inovadora, viabiliza o microcrédito produtivo orientado sem juros à microempreendedores na base da pirâmide socioeconômica.

O prêmio Incluir contou com seis categorias oficiais e deu um reconhecimento especial a outros três projetos — entre eles, o Maturijobs, que busca oportunidades de trabalho para pessoas acima de 50 anos.

Também presente na entrega da premiação, o presidente do SEBRAE, Guilherme Afif Domingos, destacou a relevância dos micro e pequenos empresários. Segundo o dirigente, esses empreendedores fazem parte da solução e não dos problemas da crise econômica no país.

“Aqui, estamos vendo a emoção de quem tem amor pelo que faz e tem coragem. Coragem é agir pelo coração e colocar a alma no que se está fazendo. Essa é a marca do empreendedorismo no Brasil”, disse.

Conheça todos os vencedores da Chamada de Casos Incluir:

Por categoria:

Ideia inovadora
FIRGUN – Viabiliza o microcrédito produtivo orientado sem juros à microempreendedores na base da pirâmide econômico-social.

Negócio de impacto social
CARBORROZ – Transforma o resíduo da queima da casca do arroz em carvão ativado de baixo custo para tratamento de água e esgoto, contribuindo para reduzir a falta de saneamento básico.

Negócio com solução de impacto ambiental
VIANATUS – Implanta hortas em telhados e em paredes, com um sistema de irrigação automatizado e um aplicativo de monitoramento e gerenciamento da pequena plantação.

Negócio de impacto em escala
SMARTMEI – Oferece serviços de contabilidade sem qualquer custo para o microempreendedor individual e produtos financeiros simplificados a preços justos.

Negócio com solução de impacto rural
ADAPTA Sertão – Intensifica a produção de leite na região do semiárido e diminui as flutuações produtivas para tornar os produtores do semiárido mais resilientes à mudança do clima.

Negócio inclusivo na cadeia de valor
SALADORAMA – Democratiza o acesso a educação nutricional e alimentação mais saudável e acessível a todos, particularmente para a população de menor renda.

Reconhecimento especial:

Juventude de impacto
MORADIGNA – Negócio de impacto social desenvolvido por jovens, ajuda a resolver os problemas relacionados a construção, que causam insalubridade aos moradores de comunidades na periferia dos grandes centros urbanos.

Mulheres de impacto
MUDA MEU MUNDO – Empreendedoras facilitam o comércio justo dos produtos de pequenos agricultores familiares do estado do Ceará, particularmente produtos processados por mulheres das comunidades locais.

Soluções para a melhor idade
MATURIJOBS – Auxilia na solução do problema da falta de oportunidade de trabalho no mercado para pessoas acima de 50 anos.

Integração dos ODS
CONSTRUÇÃO DE TECNOLOGIAS SOCIAIS AGROECOLÓGICAS NO INTERIOR DO MARANHÃO – Desenvolve soluções construtivas de apoio à agricultura familiar para melhorar as condições de trabalho e a qualidade de vida no campo.


Mais notícias de:

Comente

comentários