PNUD lança concurso para identificar propostas inovadoras de jogos digitais

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) recebe até 13 de outubro propostas de criação de jogos digitais que abordem temas como transparência, participação social e prevenção à corrupção.

Com apoio do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) e do programa Nordic Dialogue, o concurso selecionará um projeto que receberá apoio financeiro de até 5 mil dólares.

O game deve ser de interesse público e ser relacionado a dos temas listados pelo PNUD. Foto: PNUD

O game deve ser de interesse público e ser relacionado a dos temas listados pelo PNUD. Foto: PNUD

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) recebe até 13 de outubro propostas de criação de jogos digitais que abordem temas como transparência, participação social e prevenção à corrupção.

Com apoio do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) e do programa Nordic Dialogue, o concurso selecionará um projeto que receberá apoio financeiro de até 5 mil dólares.

O game deve ser de interesse público e ser relacionado a um seguintes temas: estímulo a crianças, adolescentes e jovens para refletirem sobre o que é comportamento ético, e a importância de se monitorarem as políticas e orçamentos públicos em prol de uma sociedade mais pacífica, justa e inclusiva; fomento à transparência e à cidadania participativa em todos os poderes e todas as esferas de governo.

Outros temas sugeridos incluem criação de um ecossistema de solidariedade, colaboração mútua coesão social para melhorar a eficácia na solução de problemas que exigem ação coletiva e possam atuar na promoção de transparência/prevenção à corrupção; combate e prevenção à corrupção como elemento crucial para o desenvolvimento sustentável; fomento à cultura da integridade e responsabilidade.

O game deve contemplar as plataformas Android, IOS e linguagem HTML5. O vencedor — pessoa física, jurídica ou grupo de pessoas — deve ter disponibilidade para participar da cerimônia de celebração da iniciativa, em 9 de dezembro, em Brasília (DF). As despesas de translado nacional, acomodação e alimentação serão custeadas pelo PNUD.

“Queremos promover o debate e a conscientização sobre o tema e disseminar informações relevantes, utilizando ferramentas lúdicas de grande alcance, de modo a abranger diversos públicos”, explica a oficial de programa do PNUD Moema Freire.

Os temas escolhidos são inspirados no ODS 16, que busca promover sociedades pacíficas e inclusivas para o desenvolvimento sustentável. O jogo é uma ferramenta que pode promover o debate sobre a criação de ambientes eticamente saudáveis, que estimulem a construção coletiva de ferramentas de transformação social e a participação da sociedade na promoção de ações nas áreas de integridade e transparência.

As candidaturas deverão ser enviadas conforme descrito no edital para michelle.santos@undp.org, até as 23 horas e 59 minutos da data limite (13/10/2019). O resultado final será divulgado em 30 de outubro; o edital completo está disponível aqui, na seção “Anúncios”.