PNUD e Petrobras apoiam políticas municipais para desenvolvimento sustentável

Fortalecer políticas públicas locais que contribuem para a implementação das metas dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável é o objetivo do projeto “Territorialização e Aceleração dos ODS”, resultado de parceria entre a Petrobras e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

O projeto inicia este mês sua segunda fase de implementação. Dos 116 municípios atendidos, a segunda etapa terá atividades em 28 cidades, por meio do Programa Presencial de Capacitação. A seleção ocorreu de acordo com critérios econômicos, sociais e ambientais.

A erradicação da pobreza é um dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Foto: Agência Brasil / Marcello Casal Jr

A erradicação da pobreza é um dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Foto: Agência Brasil / Marcello Casal Jr

Fortalecer políticas públicas locais que contribuem para a implementação das metas dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável é o objetivo do projeto “Territorialização e Aceleração dos ODS”, resultado de parceria entre a Petrobras e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

O projeto inicia este mês sua segunda fase de implementação. Dos 116 municípios atendidos, a segunda etapa terá atividades em 28 cidades, por meio do Programa Presencial de Capacitação. A seleção ocorreu de acordo com critérios econômicos, sociais e ambientais.

A iniciativa promoverá atividades com governo local, sociedade civil organizada e setor privado. Também serão identificados multiplicadores da Agenda 2030 em seus meios profissionais e sociais. O trabalho inclui sessões de orientação prática, assessoria técnica, bem como projetos com o objetivo de superar os desafios apontados pelos diagnósticos municipais.

Para as capacitações, os participantes deverão elaborar propostas de solução para desafios nos territórios, promover o acesso ao conhecimento e desenvolver ações que impactem as regiões com foco no cumprimento da Agenda 2030.

Com as atividades da segunda etapa, o resultado esperado é o fortalecimento das capacidades dos atores locais nos territórios para implementar ações aceleradoras dos ODS.

Serão produzidas análises de conjuntura institucional local para identificar gargalos na implementação de políticas públicas, integração das iniciativas locais aos ODS por meio de soluções multissetoriais, bem como ações de impacto para contemplar grupos mais vulneráveis.

O trabalho será conduzido em parceria com representantes do setor privado e da sociedade civil organizada.

Até sexta-feira (22), a Petrobras e o PNUD iniciam em Brasília (DF) a fase de capacitações presenciais com integrantes dos municípios do território de Pernambuco selecionados para a segunda etapa: Ipojuca e Cabo de Santo Agostinho.

Os participantes ficarão responsáveis pela condução local de atividades práticas para a territorialização dos ODS, utilizando metodologias e ferramentas apresentadas durante o curso.

O PNUD fornecerá apoio técnico e metodológico durante as atividades. O reconhecimento dos participantes como multiplicadores estará condicionado à conclusão de toda a capacitação e à avaliação positiva de desempenho.

Paralelamente, será feita a mobilização de organizações da sociedade civil nos municípios identificados para a segunda fase, com o objetivo de alinhar seus projetos e ações aos ODS.

Essa ação será realizada por meio da parceria do PNUD com o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), com o emprego da ferramenta “Mapa das Organizações da Sociedade Civil” (MOSC). O MOSC possibilitará um ambiente em que se possa reunir e documentar a atuação das organizações da sociedade civil para a implementação dos ODS no país.

Na primeira fase do projeto, representantes da sociedade civil organizada, de governos e do setor privado participaram de um curso online sobre os principais conceitos da Agenda 2030 e da territorialização dos ODS.

Clique aqui para acessar a lista dos municípios que participarão da segunda fase do projeto.