PNUD: Doenças não transmissíveis pressionam orçamentos públicos e levam famílias à pobreza

A administradora mundial do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), Helen Clark, pediu na segunda-feira (11/02) que fossem adotadas medidas urgentes para deter a onda global de doenças como câncer e diabetes. Ela defende que o combate e prevenção dessas doenças estejam permanentemente na agenda global de desenvolvimento.

“O fracasso em conter agora a crescente epidemia de doenças não transmissíveis (DNT) levará a um ônus significativo sobre a vida humana e o bem-estar, além de gerar pressão sobre os sistemas de saúde e orçamentos familiares e públicos”, afirmou Clark no lançamento de uma série sobre as DNT da revista médica britânica The Lancet.

“Ao colocar as DNT permanentemente na agenda do desenvolvimento global, vamos melhorar a vida, as oportunidades e as perspectivas das pessoas – melhorando o desenvolvimento humano sustentável em geral”, disse ela, acrescentando que a resposta global à crise de HIV/aids sugere que a intervenção precoce pode alterar decisivamente a trajetória de uma epidemia.

Os dados mostram que as DNT podem levar uma família à situação de pobreza quando serviços de saúde e proteção social estão indisponíveis, forçando as crianças a sair da escola, minando a produtividade e impondo um fardo econômico tremendo.

Um estudo recente do Fórum Econômico Mundial e da Escola de Saúde Pública da Universidade Harvard sugere que, nos próximos 20 anos, as DNT custarão mais de 30 trilhões de dólares (o equivalente a 60 trilhões de reais), ou 48% da PIB global de 2010, levando milhões de pessoas para baixo da linha de pobreza – de dois dólares por dia.

Clark sugeriu uma meta ampla, como “saúde universal” ou “maximização da vida saudável”, que inclua metas claras como o progresso na garantia de cobertura universal de saúde e o combate contra os indutores específicos de problemas de saúde. “Uma lição-chave da experiência de trabalhar com os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM) é a necessidade de foco em um conjunto pequeno de metas claras”, afirmou.