Piauí fecha parceria com PNUD para alinhar políticas públicas aos objetivos globais

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

O governo do estado do Piauí, em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), lançou oficialmente na quarta-feira (15) em Brasília a “Estratégia Piauí ODS” para representantes do setor privado que possuem investimentos no estado. Participaram do evento de lançamento mais de 20 empresas com negócios no Piauí em áreas como energia solar e eólica, mineração, infraestrutura, agronegócio e turismo.

Teresina, capital do estado do Piauí. Foto: EBC

Teresina, capital do estado do Piauí. Foto: EBC

O governo do estado do Piauí, em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), lançou oficialmente na quarta-feira (15) em Brasília a “Estratégia Piauí ODS” para representantes do setor privado que possuem investimentos no estado.

Participaram do evento de lançamento mais de 20 empresas com negócios no Piauí em áreas como energia solar e eólica, mineração, infraestrutura, agronegócio e turismo.

O compromisso do governo do estado com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) se concretizou por meio de projeto de cooperação técnica, pelo qual o estado se comprometeu a promover diálogos envolvendo setores público e privado, sociedade civil e movimentos sociais; fortalecer a política de desenvolvimento territorial e de participação social; monitorar a implementação dos ODS; e criar espaço para alinhamento das estratégias e planejamento do estado à Agenda 2030.

O projeto conta com o engajamento do setor privado, que participou ativamente da formulação da Agenda 2030 e que deve continuar desempenhando papel importante na implementação dos ODS — uma vez que o cumprimento dos objetivos até 2030 exigirá cooperação sem precedentes e colaboração entre governos, organizações não governamentais, academia, parceiros de desenvolvimento, comunidades, setor privado.

Em sua fala, o governador Wellington Dias (PT) destacou a importância do setor privado para o alcance dos ODS no estado, não somente contribuindo para o desenvolvimento econômico, mas também com o equilíbrio social e ambiental nos territórios onde atuam.

Sobre o projeto, o governador destacou sua expectativa com relação ao Fundo de Desenvolvimento Sustentável previsto na parceria com o PNUD, “que financiará projetos inovadores com alta integração institucional, com alinhamento estratégico com políticas estaduais e nacionais de desenvolvimento sustentável e com resultados que terão impacto territorial e nacional”.

A representante assistente adjunta do PNUD no Brasil, Maristela Baioni, ressaltou que, para o PNUD, o gesto do governo se harmoniza com a recomendação das Nações Unidas para que os Estados nacionais implementem os objetivos globais em seus territórios, com o compromisso de melhorar os indicadores e, com isso, garantir a melhoria real nas vidas das pessoas.

Por isso, “acreditamos que a implementação da estratégia contribuirá para a redução das desigualdades territoriais, fortalecerá a gestão estadual, a governança colaborativa e incrementará o IDHM do Estado”, acrescentou.

A presidente da empresa do setor elétrico Contour Global, Alessandra Marinheiro, destacou a parceria da empresa com o governo do Estado e o PNUD para a implementação do projeto como um ganho para empresa em termos de sustentabilidade, em razão do alinhamento do projeto com o plano de desenvolvimento do Estado e com uma agenda global, assim como o ganho em termos de parceria com um organismo internacional transparente como o PNUD.


Mais notícias de:

Comente

comentários