Pequim+20: ONU Mulheres lança campanha para tornar igualdade de gênero uma realidade

Um ano de atividades em todo o mundo pretende mobilizar tanto governos como pessoas comuns para imaginar um mundo em que a igualdade de gênero seja uma realidade.

Logomarca da conferência Pequim+20, que acontece em 2015.

A ONU Mulheres lançou nesta quinta-feira (22) uma campanha no período prévio à comemoração do 20º aniversário da histórica 4ª Conferência Mundial sobre a Mulher, realizada em Pequim (China). Um ano de atividades em todo o mundo pretende mobilizar tanto os governos como pessoas comuns para imaginar um mundo em que a igualdade de gênero seja uma realidade e se unir a um debate mundial sobre o empoderamento das mulheres com a finalidade de empoderar a humanidade.

Os eventos estarão centrados nos avanços e nas lacunas para a igualdade de gênero e o empoderamento das mulheres nos 189 governos que adotaram a Declaração e a Plataforma de Ação de Pequim de 1995. Esta proposta abre o caminho para uma plena e igualitária participação das mulheres em todos os âmbitos da vida e na tomada de decisões.

“A Plataforma de Ação de Pequim é uma promessa ainda não cumprida para as mulheres e meninas”, disse a Diretora Executiva da ONU Mulheres, Phumzile Mlambo-Ngcuka. “Nosso objetivo é claro: renovar o compromisso, fortalecer a ação e incrementar os recursos para alcançar a igualdade de gênero, o empoderamento da mulher e o cumprimento dos direitos humanos das mulheres e meninas”.

“O aniversário se comemora num momento histórico”, lembra Mlambo-Ngcuka, “pois os países de todo o mundo combinam esforços para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio em 2015 e definir um novo marco para o desenvolvimento mundial. Temos que aproveitar essa oportunidade única nessa geração para colocar de forma firme a igualdade de gênero, os direitos e o empoderamento das mulheres entre as prioridades da agenda mundial e fazer com que isso seja uma realidade”.

“Faço hoje um chamado a todos e todas no mundo para que sejam parte da solução. Imagine. Juntas e juntos podemos alcançar a promessa de Pequim: igualdade entre mulheres e homens”.

A Conferência Mundial sobre a Mulher de Pequim teve a presença de 17 mil participantes e 30 mil pessoas assistiram ao fórum paralelo de organizações não governamentais, que ocorreu simultaneamente. Em 2015, as Nações Unidas avaliarão o processo nos últimos 20 anos na aplicação da Plataforma de Ação de Pequim, baseando-se nos relatórios nacionais que estão sendo preparados pelos Estados-membros da ONU.

Saiba mais sobre a campanha aqui.