‘Paz sem desminagem é uma paz incompleta’, diz secretário-geral em dia global sobre o tema

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

Até agora, a ONU e seus parceiros liberaram e devolveram 72% das terras contaminadas por minas a suas comunidades, limparam 31 hospitais e 35 estabelecimentos educacionais, bem como mercados e poços de água. António Guterres destacou que, todos os anos, minas e outros explosivos matam e mutilam milhares de pessoas no mundo.

Retirada de minas terrestres em Kidal, no norte do Mali. Foto: ONU / Marco Dormino

Retirada de minas terrestres em Kidal, no norte do Mali. Foto: ONU / Marco Dormino

Na ocasião do Dia Internacional de Sensibilização sobre Minas e Assistência à Desminagem, marcado nessa terça-feira (4), o secretário-geral da ONU, António Guterres, apelou aos países que não se esqueçam das minas terrestres e restos explosivos da guerra em meio às discussões de paz ou envio de ajuda humanitária em zonas de conflitos.

“Uma paz sem desminagem é uma paz incompleta”, disse o chefe da ONU em sua mensagem para marcar o dia.

“Peço a todos os Estados-membros que mantenham essa questão no topo da agenda internacional quando negociarem a paz; quando procurarem evitar danos durante os conflitos; e em situações de ajuda humanitária em zonas de guerra”, acrescentou.

António Guterres destacou que, todos os anos, minas e outros explosivos matam e mutilam milhares de pessoas no mundo.

“A ação contra as minas estabelece as bases para uma recuperação e desenvolvimentos duradouros. Ninguém deve viver com medo de morrer, mesmo depois de a guerra chegar ao fim”, acrescentou.

Este ano marca 20 anos desde a criação do Serviço de Ação de Minas das Nações Unidas (UNMAS), uma colaboração entre diversos departamentos, agências, programas e fundos da ONU. A entidade trabalha atualmente em 18 países e territórios para salvar vidas e reconstruir comunidades.

Em sua mensagem, Guterres elogiou a UNMAS por “sua liderança, coragem e compromisso com a paz”.

Ele também elogiou o Grupo de Coordenação Interinstitucional sobre Ação contra as Minas por sua “abordagem centrada nas necessidades e centrada nas pessoas”.

Até agora, a UNMAS e seus parceiros liberaram e devolveram 72% das terras contaminadas por minas a suas comunidades, limparam 31 hospitais e 35 estabelecimentos educacionais, bem como mercados e poços de água.

O Dia Internacional de Sensibilização sobre Minas e Assistência à Desminagem foi estabelecido pela Assembleia Geral em 2005 com o objetivo de aumentar a conscientização sobre a erradicação de minas terrestres e munições não detonadas.


Comente

comentários