Paquistaneses se refugiam em escolas para fugir dos ataques no Waziristão do Norte

Mais de mil escolas no Paquistão se transformaram em abrigos improvisados para os quase um milhão de paquistaneses deslocados na região.

Mais de mil escolas no Paquistão se transformaram em abrigos improvisados para os quase um milhão de paquistaneses deslocados na região.

Foto: TV ONU/reprodução

Foto: TV ONU/reprodução

Mais de mil escolas no Paquistão se transformaram em abrigos improvisados para os quase um milhão de paquistaneses deslocados na região do Waziristão do Norte.

Os deslocamentos se intensificaram desde que o governo paquistanês iniciou uma operação militar de grande escala em 15 de junho contra os grupos militantes que operavam na área.

Vivendo em prédios superlotados, as famílias desabrigadas enfrentam agora uma rotina de estresse e péssimas condições de higiene.

Na região vizinha de Bannu, milhares de deslocados evitam os abrigos do governo e preferem permanecer com parentes, amigos e até desconhecidos para preservar a privacidade de suas mulheres – uma tradição que é conhecida como “purdah”. Acompanhe nesta reportagem da TV ONU.