Países mais pobres se beneficiam do “milagre do celular”

Estatísticas lançadas pela União Internacional de Telecomunicações (UIT) nesta sexta-feira (13/11) durante a Quarta Conferência da ONU sobre Países Menos Desenvolvidos (PMD), na Turquia, mostram que as populações dos países mais pobres do mundo estão se beneficiando com o chamado “milagre do celular”

Estatísticas lançadas pela União Internacional de Telecomunicações (UIT) nesta sexta-feira (13/11) durante a Quarta Conferência da ONU sobre Países Menos Desenvolvidos (PMD), na Turquia, mostram que as populações dos países mais pobres do mundo estão se beneficiando com o chamado “milagre do celular”, que tem levado à conectividade a quase 250 milhões de pessoas.

Os números da UIT apontam que, seguindo uma tendência global, o acesso aos celulares vem aumentando a cada ano nos 48 PMDs, com a taxa anual de crescimento dos últimos cinco anos chegando a 42%, muito além dos apenas 7,1% dos países desenvolvidos.

O aumento da conectividade através da internet nos PMDs também foi significante na última década, mas ainda está abaixo da meta prevista pelo Terceiro Plano de Ação de Bruxelas, que estimava o crescimento da internet em 10%. “A internet – especialmente a banda larga – é um instrumento extraordinário com potencial de expandir a entrega de serviços essenciais, como cuidados de saúde e educação”, declarou o Secretário-Geral da UIT, Hamadoun Touré.

Para ajudar os países a explorar melhor as Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs) e promover o desenvolvimento, a UIT elaborou cinco compromissos para a Conferência, que foram incorporados ao Programa de Ação de Istambul 2011-2020. Dentre os compromissos estão: um programa de capacidade de construção e inclusão digital; estratégias para ajudar os PMDs a aumentarem e selecionarem o uso de novas tecnologias apropriadas, como banda larga, transmissão digital e novas redes; e assistência para criar e manter um ambiente propício para o desenvolvimento destes países através de uma política de incentivo e de um ambiente regulatório.

Identificar maneiras inovadoras de conectar as nações mais pobres às redes de alta velocidade será um dos pontos abordado na Cúpula Global de Banda Larga da UIT, que será realizada em outubro, em Genebra (Suíça), em conjunto com o evento que celebrará o 40° aniversário da UIT Telecom.