Painel será criado para avaliar nova informação sobre morte de Dag Hammarskjöld, ex-chefe da ONU

O ex-secretário-geral das Nações Unidas morreu em um acidente de avião em 1961 ao sobrevoar a região que hoje é Zâmbia. Em março desse ano, o atual secretário-geral recebeu nova informação sobre as circunstâncias dessa fatalidade.

Retrato do antigo secretário-geral da ONU, Dag Hammarskjöld. Foto: Arquivo ONU

Retrato do antigo secretário-geral da ONU, Dag Hammarskjöld. Foto: Arquivo ONU

A Assembleia Geral da ONU aprovou, por consenso, uma resolução que cria um painel independente de especialistas que examinará nova informação recebida recentemente sobre a morte do ex-secretário-geral da ONU, Dag Hammarskjöld.

Os Estados-Membros são incentivados a submeter qualquer informação relevante que possuam relacionadas à morte do ex-secretário-geral da ONU e daqueles que o acompanhavam na aeronave que caiu na região que hoje é Zâmbia, entre 17 e 18 de setembro de 1961.

A Comissão de Inquérito estabelecida entre 1961 e 1962 não conseguiu descobrir a causa da queda do avião – em que todos os tripulantes e passageiros morreram. Por isso, a Assembleia Geral passou a resolução 1759, em 1962, solicitando ao secretário-geral informar sobre qualquer nova evidência.

“O serviço inigualável e o sacrifício de Dag Hammarskjöld e o seu legado dentro das Nações Unidas e fora dela nos leva a buscar a verdade absoluta sobre as circunstâncias que levaram a a sua trágica morte e daqueles que o acompanhavam”, disse o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon.