Pacto Global da ONU no Brasil realiza seminário online sobre combate ao trabalho infantil

Seminário virtual acontece no dia 29 de junho e é voltado para empresas signatárias do Pacto Global no Brasil. Iniciativa vai discutir papel do setor privado na erradicação do trabalho infantil em cadeias produtivas.

Um menino na Indonésia carrega instrumentos tradicionais usados para cozinhar. No mundo, 168 milhões de jovens estão submetidos ao trabalho infantil. Foto: Flickr/Henri Ismail (CC)

Um menino na Indonésia carrega instrumentos tradicionais usados para cozinhar. No mundo, 168 milhões de jovens estão submetidos ao trabalho infantil. Foto: Flickr/Henri Ismail (CC)

No dia 29 de junho, às 11h, a Rede Brasil do Pacto Global vai promover um seminário online para suas empresas signatárias sobre o papel do setor privado no combate ao trabalho infantil. O objetivo é fornecer conhecimentos e apoiar organizações parceiras em ações que podem erradicar essa prática das cadeias produtivas.

Para se inscrever no seminário, clique aqui. A iniciativa é organizada pelo Grupo Temático de Direitos Humanos e Trabalho da versão brasileira do Pacto Global.

Com 168 milhões de crianças ainda submetidas ao trabalho, todos os setores — da agricultura à fabricação, dos serviços à construção — correm o risco de que o trabalho infantil esteja presente em sua estrutura. O Princípio nº 5 do Pacto Global recomenda às empresas signatárias “erradicar todas as formas de trabalho infantil da sua cadeia produtiva”.

Em parceria com a Organização Internacional do Trabalho (OIT) e a Organização Internacional de Empregadores, a iniciativa criou a Ferramenta de Orientação Trabalho Infantil — com informações para que empresas aumentem sua capacidade de realizar negócios seguindo as normas internacionais do trabalho sobre as atividades produtivas envolvendo crianças e jovens.

A ferramenta se baseia na longa experiência do Programa Internacional da OIT para a Eliminação do Trabalho Infantil — que trabalhou em colaboração com os empregadores para combater esta prática nas cadeias produtivas —, além de incorporar contribuições do uma ampla variedade de corporações.

O Pacto Global e a OIT mantêm ainda uma Plataforma sobre o Trabalho Infantil — que busca identificar obstáculos à implementação das convenções da OIT sobre a prática ilegal.