OPAS/OMS no Brasil é homenageada por sua contribuição para o aprimoramento do SUS

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

O representante da Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) no Brasil, Joaquín Molina, recebeu na quarta-feira (28) uma homenagem pela contribuição que o organismo internacional tem dado para o aprimoramento do Sistema Único de Saúde (SUS) brasileiro.

O reconhecimento ocorreu durante a abertura da 15ª Mostra Nacional de Experiências Bem-Sucedidas em Epidemiologia, Prevenção e Controle de Doenças (EXPOEPI), realizada em Brasília.

A Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) no Brasil recebeu homenagem pela contribuição que tem dado para o aprimoramento do Sistema Único de Saúde (SUS) brasileiro. Foto: EBC

A Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) no Brasil recebeu homenagem pela contribuição que tem dado para o aprimoramento do Sistema Único de Saúde (SUS) brasileiro. Foto: EBC

O representante da Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) no Brasil, Joaquín Molina, recebeu na quarta-feira (28) uma homenagem pela contribuição que o organismo internacional tem dado para o aprimoramento do Sistema Único de Saúde (SUS) brasileiro.

O reconhecimento ocorreu durante a abertura da 15ª Mostra Nacional de Experiências Bem-Sucedidas em Epidemiologia, Prevenção e Controle de Doenças (EXPOEPI), realizada em Brasília.

“A OPAS/OMS esteve presente nas 15 edições deste que, para nós, é um dos mais relevantes eventos de saúde coletiva no Brasil”, afirmou Molina.

Ele lembrou que o país passou por muitas mudanças na saúde publica ao longo dos anos, com a redução da pobreza extrema, a queda da desigualdade em saúde, a diminuição da mortalidade materna e infantil, o maior acesso à água tratada, a redução da mortalidade por tuberculose e doenças cardiovasculares, além do fortalecimento da política antitabaco, entre outras.

“Essas foram algumas das políticas adotadas nos últimos anos pelo Brasil. E a participação dos especialistas em epidemiologia, prevenção e controle de doenças (tema do evento deste ano), foi fundamental”, afirmou o representante da OPAS/OMS, acrescentando que o sistema nacional de vigilância em saúde é um exemplo do funcionamento do SUS.

A OPAS/OMS está participando da EXPOEPI com um estande e apresentação dos seguintes temas: desafios e perspectivas para a eliminação da malária nas Américas; orientação global para eliminar a transmissão vertical do HIV e sífilis; perspectivas para o uso de novas tecnologias no controle do Aedes aegypti; e resposta da OPAS/OMS às emergências em saúde pública nas Américas.

A equipe da Organização também coordenou um painel sobre desafios atuais em vigilância de doenças transmissíveis e duas mostras a respeito de doenças imunopreveníveis e melhoria da qualidade da informação em saúde.


Mais notícias de:

Comente

comentários