OPAS amplia aliança com Twitter para informar sobre COVID-19

A Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) ampliou sua aliança com o Twitter para disseminação de informações confiáveis sobre a pandemia de COVID-19 nas Américas.

Um acordo recentemente assinado com a rede social permitirá à OPAS continuar capacitando seus administradores de mídias sociais e utilizar créditos para difundir informações sobre COVID-19 baseadas em evidências.

Este é o primeiro acordo que a OPAS formaliza com uma empresa de mídia social. Foto: Marcos Santos/USP Imagens

Este é o primeiro acordo que a OPAS formaliza com uma empresa de mídia social. Foto: Marcos Santos/USP Imagens

A Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) ampliou sua aliança com o Twitter para disseminação de informações confiáveis sobre a pandemia de COVID-19 nas Américas.

Um acordo recentemente assinado com a rede social permitirá à OPAS continuar capacitando seus administradores de mídias sociais e utilizar créditos para difundir informações sobre COVID-19 baseadas em evidências. Este é o primeiro acordo que a OPAS formaliza com uma empresa de mídia social.

Em um comunicado, o Twitter afirmou: “enquanto a comunidade global enfrenta a pandemia de COVID-19, queremos compartilhar o trabalho que fazemos para ajudar as pessoas a encontrar informações confiáveis em tempo real, conectar-se a outras pessoas, promover interações produtivas, elevar a voz das autoridades e especialistas e continuar a proteger a saúde da conversa.”

“É muito importante que as pessoas tenham acesso a informações sobre medidas de prevenção para poder se proteger e salvar vidas. As informações devem ser factuais, oportunas e baseadas na ciência e são a melhor maneira de combater a desinformação”, disse Mary Lou Valdez, diretora adjunta da OPAS.

“Somos gratos ao Twitter por seu forte apoio à OPAS e aos países da região das Américas para garantir que mensagens e informações essenciais cheguem às pessoas quando elas mais precisam”, acrescentou Valdez.

O Twitter ativou no dia 30 de janeiro uma notificação de busca em toda a América Latina em colaboração com a OPAS. “Este aviso aparece quando as pessoas pesquisam no Twitter por palavras relacionadas à COVID-19 e destacam os recursos das autoridades com mais informações”.

Em colaboração com Ministérios da Saúde, essas notificações foram ativadas na Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, El Salvador, México, Panamá, Paraguai, Peru e Uruguai. No restante da região, estes avisos continuam direcionando pessoas para as ferramentas, documentos e iniciativas da OPAS/OMS.

Como parte dos esforços de colaboração com a OPAS/OMS, representantes e chefes de comunicação de diferentes países foram capacitados sobre as melhores práticas para compartilhar informações durante uma crise, informou o Twitter.

“Por esse motivo, continuamos apoiando a OPAS/OMS, Ministérios da Saúde e organizações da sociedade civil com suas estratégias de comunicação no Twitter e orientando-as com as melhores práticas no uso de ferramentas, por exemplo, para transmissões ao vivo ou sessões de perguntas e respostas.”

Na Argentina, Brasil, Chile, Colômbia e México, o Twitter possui um centro dedicado exclusivamente ao conteúdo sobre COVID-19 de fontes oficiais de saúde e governamentais.