ONU: uso de armas químicas, sob qualquer circunstância, é ‘injustificável’ e ‘abominável’

Alarmado com relatos persistentes de uso de armas químicas na Síria, o secretário-geral das Nações Unidas pediu ao Conselho de Segurança em março (22) que demonstre unidade para levar à justiça aqueles que fazem uso de tais artifícios.

“Igualmente injustificável é a falta de resposta a tal uso, se e quando ocorrer. A impunidade não pode prevalecer com respeito a crimes tão graves”, acrescentou.

Soldado sírio veste uma máscara para protegê-lo de ataques com armas químicas e biológicas. Foto: Wikicommons/My76Strat (CC)

Foto: Wikicommons/My76Strat (CC)

Alarmado com relatos persistentes de uso de armas químicas na Síria, o secretário-geral das Nações Unidas pediu ao Conselho de Segurança em março (22) que demonstre unidade para levar à justiça aqueles que fazem uso de tais artifícios.

Em uma declaração de seu porta-voz, o secretário-geral, António Guterres, expressou que o uso de armas químicas, sob quaisquer circunstâncias, é “injustificável” e “abominável”.

“Igualmente injustificável é a falta de resposta a tal uso, se e quando ocorrer. A impunidade não pode prevalecer com respeito a crimes tão graves”, acrescentou.

A declaração foi feita após reunião em 20 de março, entre Guterres e Ahmet Üzümcü, o diretor-geral da Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPAQ).

Durante a reunião, o chefe da ONU reiterou seu apoio ao trabalho da OPAQ na investigação de alegações sobre o uso de armas químicas na Síria, sua confiança em sua integridade, bem como na Missão de Investigação e suas conclusões.

A OPAQ é uma organização internacional que trabalha em estreita colaboração com a ONU para implementar a Convenção contra a Convenção sobre Armas Químicas e eliminar o uso de armas químicas, bem como a ameaça de seu uso.