‘ONU só será forte se os seus membros escolherem por assim torná-la’, diz Presidente da Assembleia Geral

Vuk Jeremic quer dedicação no duro trabalho pela frente, além de mais eficiência e transparência na condução das negociações nas Nações Unidas.

No encerramento da Reunião de Alto Nível da Assembleia Geral, o Presidente da 67ª sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas, Vuk Jeremic, ressaltou que “como tem acontecido desde sua fundação, a ONU só será forte se os seus membros decidirem por assim torná-la”. O fechamento da reunião ocorreu ontem (1).

“Vamos agora nos dedicar ao duro trabalho pela frente, que deve começar a sério e logo. Vamos tentar ser mais transparentes e eficientes na forma como conduzimos nossos assuntos, fazendo o melhor uso de nosso tempo e dos recursos para avançar nos objetivos comuns”, disse Jeremic.

Em seu discurso, o Presidente da Assembleia Geral citou os vários tópicos temáticos que tinham sido trazidos à discussão pelos representantes de Estados. Entre os assuntos, estavam o respeito com o Estado de Direito, o desenvolvimento sustentável, oportunidades iguais para as mulheres e os direitos dos povos indígenas. Entre as questões específicas de interesse que foram discutidas, Jeremic falou da crise na Síria, das necessidades de desenvolvimento na África, do progresso na Somália e da estabilidade na região dos Grandes Lagos, entre outros.