ONU reforça apelo para tirar Somália e Iêmen de grave crise humanitária

O Iêmen é também o segundo no mundo em termos de desnutrição infantil, enquanto na Somália mais de 200 mil crianças enfrentam um quadro de desnutrição severa.

Foto: TV ONU/reprodução

Foto: TV ONU/reprodução

Autoridades das Nações Unidas reiteraram seu apelo à comunidade internacional para incrementar os esforços no combate à crise humanitária no Iêmen e na Somália.

À beira de um colapso econômico, o Iêmen conta atualmente com a presença de 105 agências humanitárias, cujas operações estão voltadas para quase metade de sua população – ou 14,7 milhões de pessoas. O país é também o segundo no mundo em termos de desnutrição infantil, atrás apenas do Afeganistão.

Enquanto isso, na Somália, mais de 200 mil crianças enfrentam um quadro de desnutrição severa. Apesar da urgência da situação, apenas um quarto do financiamento das operações humanitárias foi providenciado. Assista nesta matéria.