ONU recebe inscrições para programa Embaixadores da Juventude em Salvador

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

O Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC) e o Instituto Caixa Seguradora recebem inscrições para edição de Salvador (BA) do programa Embaixadores da Juventude. Podem se inscrever jovens entre 18 e 25 anos, residentes do estado ou da região Nordeste, com conhecimento intermediário de inglês ou espanhol e que tenham concluído o Ensino Médio. O prazo é 17 de setembro.

Por meio de debates com especialistas, análises de casos e atividades práticas, o programa oferece um treinamento completo de liderança e ativismo em pautas como segurança, pobreza, sustentabilidade, educação, empreendedorismo e saúde, abordando os 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Programa Embaixadores da Juventude está com inscrições abertas até 17 de setembro em Salvador (BA). Foto: Embaixadores da Juventude

Programa Embaixadores da Juventude está com inscrições abertas até 17 de setembro em Salvador (BA). Foto: Embaixadores da Juventude

O Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC) e o Instituto Caixa Seguradora recebem inscrições para edição de Salvador (BA) do programa Embaixadores da Juventude. Podem se inscrever jovens entre 18 e 25 anos, residentes do estado ou da região Nordeste, com conhecimento intermediário de inglês ou espanhol e que tenham concluído o Ensino Médio. O prazo é 17 de setembro.

Por meio de debates com especialistas, análises de casos e atividades práticas, o programa oferece um treinamento completo de liderança e ativismo em pautas como segurança, pobreza, sustentabilidade, educação, empreendedorismo e saúde, abordando os 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS).

O programa foi criado em 2016 para capacitar jovens e adolescentes brasileiros com alto poder de liderança e impacto social. Na edição passada, 25 jovens de Brasília (DF) foram selecionados entre mais de 1 mil inscrições e, durante três meses, participaram de palestras, debates e atividades práticas sobre temas como a agenda do Sistema ONU, direito internacional, empreendedorismo e direitos humanos.

Alguns dos jovens participantes da edição passada foram convidados a fóruns e seminários nacionais e internacionais, como o Fórum da Juventude do Conselho Econômico e Social da ONU (ECOSOC), em Nova Iorque, e o Seminário sobre Políticas Juvenis e de Desigualdade na América Latina, na Cidade do México.

Para Anna Beatriz Dimas, de 22 anos, a experiência de participar do projeto teve impactos diretos em sua vida pessoal e profissional. “O programa abriu meus olhos para a acessibilidade, o empreendedorismo e a inclusão”, disse. Atualmente, ela trabalha em uma empresa iniciante e foi a única brasileira selecionada para o Ship Festival, um festival holandês de startups.

Para a edição de 2017, o programa terá como eixo a Agenda 2030, que guiará os cinco módulos de atividades.

Clique aqui para acessar o edital do programa.
Clique aqui para acessar a página do programa no Facebook.


Mais notícias de:

Comente

comentários