ONU quer mais integração entre medidas que visam à igualdade de gênero e desenvolvimento sustentável

Neste ano, as mulheres obtiveram progresso no acesso à educação primária e à água, mas o alcance a trabalhos decentes foi reduzido, assim como a participação feminina nas tomadas de decisões.

Mulheres afegãs são alfabetizadas em curso apoiado pelo UNICEF. Foto: ONU/Sebastian Rich

Apesar dos progressos significativos no cumprimento das metas internacionais de desenvolvimento para o empoderamento das mulheres, ainda há lacunas em áreas importantes. Isso exige um esforço renovado de todos os parceiros para melhorar a integração das questões de gênero na busca global para o desenvolvimento sustentável, pondera a vice-diretora da Entidade das Nações Unidas para a Igualdade de Gênero e o Empoderamento das Mulheres (ONU Mulheres), Lakshmi Puri.

“É essencial aproveitar as sinergias entre a igualdade de gênero, os direitos das mulheres e empoderamento com o desenvolvimento sustentável nas suas três dimensões – econômica, social e ambiental”, disse ela na quarta-feira (4) durante abertura de um fórum da ONU Mulheres na sede da ONU em Nova York.

O evento vai durar dois dias e discutir os desafios e conquistas no progresso do cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM) que beneficiam a igualdade de gênero. As metas, que exigem a redução da pobreza extrema e outros males globais, devem ser atingidas até o fim de 2015.

Puri afirmou que algumas áreas tiveram “progressos significativos”, como o acesso à educação primária e à água. Apesar disso, alguns setores sofreram retrocesso, como a mortalidade materna, as normas sociais, o acesso ao trabalho decente e a participação na tomada de decisões. A vice-diretora também observou que há imensas diferenças dentro e entre países.

Sobre a agenda de desenvolvimento pós-2015, Puri pediu que fossem traçados objetivos com três preocupações principais: acabar com a violência contra as mulheres; igualdade de acesso a recursos e oportunidades; e igualdade de participação em todos os setores da sociedade.