ONU pede diálogo entre países europeus e Bolívia após incidente com avião presidencial

Secretário-geral, Ban Ki-moon compreende as preocupações levantadas pelo país sul-americano e pede conversação com “total respeito aos interesses legítimos envolvidos”.

Presidente da Bolívia, Evo Morales, e secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon. Foto: ONU/Evan Schneider (20/02/2013)

Presidente da Bolívia, Evo Morales, e secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon. Foto: ONU/Evan Schneider (20/02/2013)

O gabinete do secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, emitiu nota em resposta aos questionamentos da imprensa sobre o incidente envolvendo países europeus e o avião que transportava o presidente da Bolívia, Evo Morales.

Abaixo, a íntegra do comunicado em português e inglês:

Declaração do secretário-geral da ONU em resposta aos questionamentos sobre a Bolívia

O secretário-geral compreende as preocupações levantadas pelo Governo boliviano a respeito das ações que alguns países podem ter tomado envolvendo um avião que transportava o presidente do Estado Plurinacional da Bolívia.

Ele está aliviado que este lamentável incidente não acarretou consequências para a segurança do presidente Morales e sua comitiva.

Ele exorta os Estados em questão a discutirem o assunto com total respeito aos interesses legítimos envolvidos.

Note of the UN Secretary-General to correspondents in response to questions on Bolivia

The Secretary-General understands the concerns raised by the Bolivian Government regarding the actions that a number of States may have taken involving an aircraft carrying the President of the Plurinational State of Bolivia.

He is relieved that this unfortunate incident did not lead to consequences for the safety of President Morales and his entourage.

He urges the States concerned to discuss the matter with full respect for the legitimate interests involved.