ONU pede apoio para continuar os esforços de ajuda humanitária em Vanuatu um mês após ciclone

Apenas 36% dos 29,9 milhões de dólares solicitados para cobrir as necessidades de 166 mil pessoas afetadas pelo furacão Pam foram prometidos.

Helen Manvoi entre roupas danificadas após ciclone Pam destruir o telhado de sua casa em Port Vila, Vanuatu. Foto: PNUD

Helen Manvoi entre roupas danificadas após ciclone Pam destruir o telhado de sua casa em Port Vila, Vanuatu. Foto: PNUD

O governo de Vanuatu precisa urgentemente de financiamento para continuar os esforços básicos de ajuda humanitária, como alimentos, água potável e abrigo, de acordo com a missão humanitária da ONU. O apoio financeiro é necessário para ajudar o país a enfrentar os efeitos do ciclone Pam, que atingiu a ilha do Pacífico sul com ventos de mais de 250 quilômetros por hora e fortes tempestades em 13 e 14 de março.

“Eu gostaria de parabenizar o governo e o povo de Vanuatu por seus enormes esforços para superar o impacto devastador do ciclone”, disse a coordenadora humanitária da ONU para Vanuatu, Osnat Lubrani, após retornar de uma missão de avaliação. “No entanto, não há tempo para autossatisfação. A ajuda básica para salvar vidas e apoio aos esforços locais ainda é urgentemente necessária.”

Os esforços de socorro continuam, com foco principalmente no fornecimento de materiais de abrigo, comida e água potável e cuidados de saúde, financiados pelo apelo imediato, lançado em 24 de março, que busca 29,9 milhões de dólares para cobrir as necessidades de 166 mil pessoas afetadas pelo ciclone pelos próximos três meses. Até agora, apenas 10,7 milhões de dólares, ou 36%, foram prometidos.