ONU pede 7,4 bilhões de dólares para esforços humanitários em 2011

O Secretário-Geral da ONU lançou um apelo no valor de 7,4 bilhões de dólares para ajuda humanitária em 2011. A quantia será utilizada para prestar assistência humanitária a 50 milhões de pessoas que sofrem os efeitos dos conflitos e das catástrofes naturais em 28 países durante o próximo ano.

Desastres naturais e conflitos armados desalojaram milhares de pessoas em 2010. Foto: ONUO Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, lançou um apelo, nesta terça-feira (30/11), no valor de 7,4 bilhões de dólares para ajuda humanitária em 2011. O Apelo Humanitário 2011 foi lançado em Genebra (Suíça), em nome de todas as organizações de assistência internacionais.

A quantia será utilizada para prestar assistência humanitária a 50 milhões de pessoas que sofrem os efeitos dos conflitos e das catástrofes naturais em 28 países durante o próximo ano. Os recursos irão para a África Ocidental e 13 países – Afeganistão, República Centro Africana, Chade, República Democrática do Congo, Djibuti, Haiti, Quênia, Níger, territórios palestinos ocupados, Somália, Sudão, Iêmen e Zimbábue.

“Em 2011, dezenas de milhões de pessoas precisarão de ajuda para sobreviver”, disse a Subsecretária-Geral para Assuntos Humanitários da ONU, Valèrie Amos. “Conflitos e catástrofes naturais obrigarão estas pessoas a saírem de suas casas, abandonando seus meios de subsistência e bens.

O apelo congrega os esforços humanitários de 425 organizações de ajuda, incluindo agências das Nações Unidas, organizações não-governamentais (ONGs) e outros organismos internacionais, que em conjunto, trabalham para enfrentar os grandes desafios humanitários através de uma estratégica eficaz e coordenada.

A quantidade solicitada para 2011 é a maior desde a criação do Processo de Apelo Consolidado (PAC) em 1991. Em 2010, a ONU solicitou US $ 7,1 bilhões para ajudar 48 milhões de pessoas em 25 países, cujas vidas foram destruídas por conflitos e desastres naturais.