ONU participa de curso em Brasília a favor da responsabilidade social e da dignidade no trabalho

A iniciativa estimulou a utilização dos instrumentos, mecanismos e normas internacionais das ONU e da Organização Internacional do Trabalho. Foram abordados temas como saúde, discriminação e sustentabilidade empresarial.

Foi realizado na sede da Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS/OMS) de Brasília um curso de capacitação para 35 profissionais de administração a favor do trabalho decente e da responsabilidade social. A iniciativa, ocorrida no início de novembro, ainda buscou incentivar a utilização dos instrumentos, mecanismos e normas internacionais das Nações Unidas e, especificamente, da Organização Internacional do Trabalho (OIT).

Foram abordados temas como a saúde, o HIV/AIDS, o racismo, a sustentabilidade empresarial, a diversidade sexual e a discriminação e a identidade de gênero. “Esperamos sair daqui com novas ideias e propostas para ajudarmos a construir um mundo onde as relações de trabalho serão mais humanizadas e as práticas laborais serão vistas por uma nova perspectiva”, disse o presidente do Conselho Federal de Administração (CFA).

O conceito de trabalho decente defende a criação de oportunidades para que homens e mulheres possam executar trabalhos produtivos e de qualidade em condições de liberdade, equidade, segurança e dignidade humana. A geração de mais e melhores empregos, a promoção dos direitos no trabalho, a extensão da proteção social e o fortalecimento do diálogo social são os quatro objetivos estratégicos da Organização Internacional do Trabalho (OIT). 

O curso foi promovido pelo CFA em parceria com a OIT, o Escritório Regional para América do Sul do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos (ACNUDH) e o Escritório do Coordenador Residente da ONU no Brasil.